Inicio / Notícias / saude
Notícia
Maternidade Nossa Senhora de Lourdes realiza atividades em alusão ao Dia da Gestante
A maternidade, que atende a casos de alto risco, desenvolveu a atividade através das Doulas da Amamentação
Quinta-Feira, 15 de Agosto de 2019

Com as barrigas pintadas, as futuras mamães da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), unidade gerida pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), comemoraram nesta quinta-feira (15), o Dia da Gestante. A atividade levou alegria e esperança para as mulheres, que na MNSL atravessam momentos difíceis enquanto aguardam a chegada de seus filhos. A maternidade, que atende a casos de alto risco, desenvolveu a atividade através das Doulas da Amamentação. A coordenação do projeto é da psicóloga do Núcleo de Educação Permanente, Silvia dos Anjos, responsável pelo Projeto Doulas da Amamentação.

A doula Bárbara Macione, disse que era até então desconhecido o Dia da Gestante. “Quando descobrimos a existência da data, decidimos comemorar. Esse momento é maravilhoso para as mulheres e tivemos  a idéia de fazer essa atividade com elas para alegrar”, disse.

Da mesma forma, a doula Yse Carvalho, observou que foi importante e compensador desenvolver uma ação do dia da gestante com a prática de desenho na barriga, que é algo muito especial e as gestantes têm vontade de fazer, mas não encontram a oportunidade. “Muitas vezes, quando ocorre uma fase difícil, muitas estão aqui internadas por vários motivos, então esse momento acaba sendo para elas um momento de alegria”, explicou.

Reconectar

Segundo Silvia, o trabalho de pintura em barriga possui um papel importante no processo terapêutico da mulher que está gestando e está vivendo um adoecimento na gestação, é uma forma dela reconectar com o bebê. “Muitas vezes aquele adoecimento traz uma frustração, uma dor e quando a doula está presente, orientando, ajudando e conversando, há um envolvimento e apoio”, ressaltou a psicóloga.

Ela observou  que na pintura isso se alarga e a doula passa a escolher cores junto com ela. ”A gestante vai relaxando e brincando e quando percebe já está em conexão com seu bebê, se reconectando com a parte positiva da gestação’’, atentou Sílvia.

Thais Cintia Silva, de 20 anos, está internada na Ala Rosa, com 19 semanas de gravidez. Ela deu entrada na maternidade, por causa da perda do líquido amniótico. “Pintar a barriga simbolizou esperança. Fiz um desenho azul e outro rosa, porque  ainda não sei o sexo do bebê, ficou lindo e eu amei”, disse emocionada a gestante.