Notícias
Notícias
Domingo, 11 de Fevereiro de 2024 ás 23:45:00
'Coleta do Bem' promove geração de renda e conscientização ambiental na praia do Abaís
Expectativa é que sejam coletadas mais de três toneladas de resíduos recicláveis durante etapa do Verão Sergipe

Com o objetivo de promover a conscientização ambiental para o descarte adequado dos resíduos sólidos recicláveis, bem como gerar empregos e renda para os catadores e catadoras sergipanos, o projeto ‘Coleta do Bem’  chega à praia do Abaís, em Estância, durante a edição do Verão Sergipe 2024. Na localidade, o projeto do Governo do Estado beneficia trabalhadores, integrantes da Cooperativa de Reciclagem de Estância (Coopere), assim como toda a região do litoral sul do estado. 

Ao todo são oito trabalhadores que estão realizando a coleta dos resíduos com ações de visita às casas dos moradores, e também dentro do arena de eventos, garantindo o recolhimento de itens como papelão, plástico, vidro, ferro, pet, papelão e alumínio. É o que explica a assistente social da Coopere, Jéssika Laís Nascimento Santos. 

“Já realizamos esse trabalho de coleta aqui no litoral, mas quando o Governo do Estado nos procurou para integrar o projeto  'Coleta do Bem' nós abraçamos a ideia, no intuito de fortalecer ainda mais o nosso trabalho e conscientizar a população a fazer a sua parte, na separação do lixo”, comentou. 

Ainda de acordo com a representante da cooperativa, incentivar a reciclagem se faz ainda mais necessário nesse período do ano, por conta do crescimento do consumo de itens enlatados e descartáveis. “Com o aumento de pessoas nas nossas praias,  a quantidade de lixo também cresce e a demanda praticamente triplica. Na noite anterior,  nossos cooperados ficaram exclusivamente na área da festa, mas hoje mudamos a estratégia e colocamos eles para fazer também as residências, porque entendemos que esse apoio é essencial para ajudarmos o meio ambiente e promovermos renda para os catadores”, complementou. 

Entre os propósitos do projeto está a facilitação da logística para a destinação correta de resíduos gerados no circuito dos eventos inseridos no calendário oficial do estado. Nesse sentido, foram instalados pontos de descarte, coleta do material e fortalecimento da educação ambiental. “Várias estratégias foram pensadas, uma delas foi aumentar o valor do quilo dos itens nesses dias de festa, o que deu muito certo! Vendendo à Cooperativa dos Agentes Autônomos de Reciclagem de Aracaju (Care) durante o Verão Sergipe, eles estão recebendo duas vezes mais do que geralmente recebem”, detalha a assistente social da Coopere.

Quem aprovou a iniciativa foi Joana Modesto,  64 anos, que há 30 anos trabalha fazendo a coleta de material reciclado. “A minha vida toda eu trabalhei com reciclagem, mas, de quatro anos pra cá, foi que as coisas começaram a mudar com a chegada da cooperativa que deu dignidade ao nosso trabalho. O projeto está mais do que aprovado, aqui recebemos informações, uniforme, equipamentos de segurança, capa de chuva, é um cuidado maravilhoso,  com o apoio do governo. Com o ponto de venda aqui no local, nós já catamos, separamos e vendemos, tudo na hora! Já vamos pra casa com o dinheiro no bolso”, comemorou. 

A execução do projeto ‘Coleta do Bem’  é realizada a partir do cadastro dos catadores, entrega de Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs), como camisa de manga longa UV; bota de couro solado de borracha; protetor auricular de silicone; boné estilo árabe; protetor solar; e luva de malha PU, oferta de formação sobre educação e conscientização ambiental, e infraestrutura adequada (pontos de coleta, descarte, manejo e transporte). Os trabalhadores receberam ainda alimentação e traslado para o local do evento.

Incentivo e benefícios aprovados também pelo catador Manoel Messias dos Santos, 55 anos. “Esses dias têm sido maravilhosos, temos tido muito trabalho e um retorno bom. É um motivo de orgulho poder dizer que tenho um trabalho certo. Estamos recebendo mais e material reciclável, graças a Deus, nós temos recolhido. É muita garrafa pet, latinha, vidro e ferro que tiramos das ruas e voltamos pra casa com dinheiro no bolso. Espero que outros eventos venham pra cá e que a gente seja novamente chamado para trabalhar”, comentou. 

Até quem trabalha vendendo está sendo diretamente beneficiado com a coleta instantânea do material reciclável. É  o caso do vendedor ambulante Reginaldo da Costa, que há 22 anos trabalha com a venda de bebidas. “Uma coisa linda de se ver. Eu sempre fico recolhendo as latinhas perto de onde eu fico vendendo, mas o trabalho dos catadores e a colaboração das pessoas ajuda muito porque todo mundo ganha. Ganham às pessoas que vão vender os recicláveis, quem vai curtir num ambiente limpinho e eu que vendo muito mais”, comemorou.

A iniciativa, realizada pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente, Sustentabilidade e Ações Climáticas (Semac), em parceria com as Secretarias de Estado do Trabalho, Emprego e Empreendedorismo (Seteem) e Assistência Social, Inclusão e Cidadania (Seasic), conta também com o apoio dos Consórcios Públicos de Saneamento Básico da Grande Aracaju (Conbasju), Baixo São Francisco (Conbasf) e Centro-Sul (Consensul).

Verão Sergipe

O Verão Sergipe é realizado pelo Governo de Sergipe, por meio da Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap) em parceria com o Ministério da Cultura, com patrocínio do Banese e Energisa, e conta com apoio das prefeituras de Itaporanga d’Ajuda, Pacatuba, Canindé de São Francisco e Pirambu e Deso.

Compartilhe            
Notícia
/ Notícias / verao-sergipe

'Coleta do Bem' promove geração de renda e conscientização ambiental na praia do Abaís
Expectativa é que sejam coletadas mais de três toneladas de resíduos recicláveis durante etapa do Verão Sergipe
Domingo, 11 de Fevereiro de 2024 ás 23:45:00

Com o objetivo de promover a conscientização ambiental para o descarte adequado dos resíduos sólidos recicláveis, bem como gerar empregos e renda para os catadores e catadoras sergipanos, o projeto ‘Coleta do Bem’  chega à praia do Abaís, em Estância, durante a edição do Verão Sergipe 2024. Na localidade, o projeto do Governo do Estado beneficia trabalhadores, integrantes da Cooperativa de Reciclagem de Estância (Coopere), assim como toda a região do litoral sul do estado. 

Ao todo são oito trabalhadores que estão realizando a coleta dos resíduos com ações de visita às casas dos moradores, e também dentro do arena de eventos, garantindo o recolhimento de itens como papelão, plástico, vidro, ferro, pet, papelão e alumínio. É o que explica a assistente social da Coopere, Jéssika Laís Nascimento Santos. 

“Já realizamos esse trabalho de coleta aqui no litoral, mas quando o Governo do Estado nos procurou para integrar o projeto  'Coleta do Bem' nós abraçamos a ideia, no intuito de fortalecer ainda mais o nosso trabalho e conscientizar a população a fazer a sua parte, na separação do lixo”, comentou. 

Ainda de acordo com a representante da cooperativa, incentivar a reciclagem se faz ainda mais necessário nesse período do ano, por conta do crescimento do consumo de itens enlatados e descartáveis. “Com o aumento de pessoas nas nossas praias,  a quantidade de lixo também cresce e a demanda praticamente triplica. Na noite anterior,  nossos cooperados ficaram exclusivamente na área da festa, mas hoje mudamos a estratégia e colocamos eles para fazer também as residências, porque entendemos que esse apoio é essencial para ajudarmos o meio ambiente e promovermos renda para os catadores”, complementou. 

Entre os propósitos do projeto está a facilitação da logística para a destinação correta de resíduos gerados no circuito dos eventos inseridos no calendário oficial do estado. Nesse sentido, foram instalados pontos de descarte, coleta do material e fortalecimento da educação ambiental. “Várias estratégias foram pensadas, uma delas foi aumentar o valor do quilo dos itens nesses dias de festa, o que deu muito certo! Vendendo à Cooperativa dos Agentes Autônomos de Reciclagem de Aracaju (Care) durante o Verão Sergipe, eles estão recebendo duas vezes mais do que geralmente recebem”, detalha a assistente social da Coopere.

Quem aprovou a iniciativa foi Joana Modesto,  64 anos, que há 30 anos trabalha fazendo a coleta de material reciclado. “A minha vida toda eu trabalhei com reciclagem, mas, de quatro anos pra cá, foi que as coisas começaram a mudar com a chegada da cooperativa que deu dignidade ao nosso trabalho. O projeto está mais do que aprovado, aqui recebemos informações, uniforme, equipamentos de segurança, capa de chuva, é um cuidado maravilhoso,  com o apoio do governo. Com o ponto de venda aqui no local, nós já catamos, separamos e vendemos, tudo na hora! Já vamos pra casa com o dinheiro no bolso”, comemorou. 

A execução do projeto ‘Coleta do Bem’  é realizada a partir do cadastro dos catadores, entrega de Equipamentos de Proteção Individuais (EPIs), como camisa de manga longa UV; bota de couro solado de borracha; protetor auricular de silicone; boné estilo árabe; protetor solar; e luva de malha PU, oferta de formação sobre educação e conscientização ambiental, e infraestrutura adequada (pontos de coleta, descarte, manejo e transporte). Os trabalhadores receberam ainda alimentação e traslado para o local do evento.

Incentivo e benefícios aprovados também pelo catador Manoel Messias dos Santos, 55 anos. “Esses dias têm sido maravilhosos, temos tido muito trabalho e um retorno bom. É um motivo de orgulho poder dizer que tenho um trabalho certo. Estamos recebendo mais e material reciclável, graças a Deus, nós temos recolhido. É muita garrafa pet, latinha, vidro e ferro que tiramos das ruas e voltamos pra casa com dinheiro no bolso. Espero que outros eventos venham pra cá e que a gente seja novamente chamado para trabalhar”, comentou. 

Até quem trabalha vendendo está sendo diretamente beneficiado com a coleta instantânea do material reciclável. É  o caso do vendedor ambulante Reginaldo da Costa, que há 22 anos trabalha com a venda de bebidas. “Uma coisa linda de se ver. Eu sempre fico recolhendo as latinhas perto de onde eu fico vendendo, mas o trabalho dos catadores e a colaboração das pessoas ajuda muito porque todo mundo ganha. Ganham às pessoas que vão vender os recicláveis, quem vai curtir num ambiente limpinho e eu que vendo muito mais”, comemorou.

A iniciativa, realizada pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente, Sustentabilidade e Ações Climáticas (Semac), em parceria com as Secretarias de Estado do Trabalho, Emprego e Empreendedorismo (Seteem) e Assistência Social, Inclusão e Cidadania (Seasic), conta também com o apoio dos Consórcios Públicos de Saneamento Básico da Grande Aracaju (Conbasju), Baixo São Francisco (Conbasf) e Centro-Sul (Consensul).

Verão Sergipe

O Verão Sergipe é realizado pelo Governo de Sergipe, por meio da Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap) em parceria com o Ministério da Cultura, com patrocínio do Banese e Energisa, e conta com apoio das prefeituras de Itaporanga d’Ajuda, Pacatuba, Canindé de São Francisco e Pirambu e Deso.