SETUR
Secretaria de Estado do Turismo

Notícias

Propriá sedia seminário sobre prevenção à exploração sexual
Evento realizado pela Setur teve a participação de alunos de colégio estadual
Segunda-Feira, 21 de Novembro de 2022

Foi realizado nesta segunda-feira (21), no município de Propriá, o Seminário de Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no âmbito da Atividade Turística, promovido pelo Governo de Sergipe, por intermédio da Secretaria de Estado do Turismo. O evento contou com a presença de representantes de órgãos e instituições que trabalham em defesa dos direitos das crianças e adolescentes, além de alunos do Colégio Estadual Joana de Freitas Barbosa, que cedeu o auditório onde foi realizado o seminário.

“Falar sobre este assunto é de suma importância, embora não tenhamos em Sergipe uma situação preocupante nesse sentido de exploração sexual de crianças e adolescentes no âmbito do turismo, mas também não queremos que isso aconteça, afinal, não pode coexistir esse tipo de visitante que vem à Sergipe à procura da exploração sexual com o turismo de qualidade”, frisou o secretário de Estado do Turismo, Sales Neto.

O primeiro palestrante do seminário foi o secretário de Turismo de Santana de São Francisco, Genilson Aragão, que falou sobre a importância da atividade turística no contexto social e econômico. Ele destacou que se no âmbito do turismo não houver uma gestão consciente, os impactos econômicos e sociais que as atividades correlatas ao turismo consequentemente terão impactos negativos.

“Infelizmente se o turismo não tiver uma gestão consciente, esse segmento não contribuirá para o desenvolvimento, muito pelo contrário, agride. Graças a Deus, hoje, o Estado de Sergipe e seus municípios com potenciais turísticos estão com gestões conscientes e ainda buscando mais capacitação para cuidar das pessoas, dos turistas e seus atrativos. Dentro da sua extensão territorial podemos dizer que Sergipe é gigante. Se formos analisar bem, os 75 municípios de Sergipe têm o que oferecer ao turista, e quando ele não tem diretamente, mas é um fornecedor de produtos e serviços para os municípios que têm, e o mais importante de tudo isso, é a consciência dos gestores e dos empreendedores de fazer com que o turismo seja uma atividade cada vez mais sustentável cuidando da economia e das situações sociais de cada município do povo sergipano”, enfatizou.

Com o tema Infância & Turismo Sustentável, em sua abordagem, a assistente social da Setur, Maria de Lurdes Moreira, foi a segunda palestrante. Ela frisou o dever do poder público em proteger as crianças e adolescentes de forma conjunta, fazendo com que as crianças possam encontrar segurança ao buscar ajuda, rompendo, assim, com esse tipo de violência e o ciclo do medo.

O assistente social da Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social, Edson dos Santos, também foi palestrante. Ele apresentou a Rede de Proteção de Crianças e Adolescentes do Estado de Sergipe, salientando que a infância é uma das fases mais importantes do desenvolvimento humano, e que um evento traumático nessa fase pode ser determinante na vida adulta. “Turismo sexual não é turismo, é um tipo de violência/crime que vai contra os princípios do Código Mundial de Ética do Turismo, além de ser uma violação inaceitável dos direitos humanos”, mencionou em sua fala. 

Por fim, o levantamento simplificado do Contrato de Enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes finalizado em 2019, foi apresentado pela consultora ambiental da Setur, Thassia Luiza Santana Costa.

O Seminário de Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes no âmbito da Atividade Turística, contou com o apoio da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seias), Prefeitura Municipal de Propriá, Secretaria Municipal de Turismo e Desenvolvimento Sustentável e do Polo Velho Chico.