Inicio / Notícias / saude
Notícia
Solenidade em comemoração as 100 anos do Parreiras Horta é marcada por emoção e homenagens
Evento contou com a participação de servidores e convidados especiais, que foram homenageados pelo apoio à instituição
Quinta-Feira, 17 de Novembro de 2022

O compromisso dos servidores foi o principal destaque durante a cerimônia  do centenário de criação do Instituto Parreiras Horta (IPH) atual, Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) nesta quarta-feira, 16.

Na ocasião, Luciana Déda, diretora Geral da Fundação Parreiras Horta, que gerência o Lacen, salientou que as máquinas precisam de pessoas para funcionar.“Sem as mãos e o coração de vocês nada disso seria possível. O médico Paulo de Figueiredo Parreiras Horta deixou um legado que faz parte da história da saúde de Sergipe, porém, vocês seguem fazendo as análises”, relatou a gestora.

A secretaria de Estado da Saúde, Mercia Simone Feitosa Souza, frisou o comprometimento de servidores e gestores  ao prestar sua homenagem. “Estou feliz em estar aqui e poder fazer parte dessa história, que é marcada por momentos de muito trabalho, de doação e abnegação, que ainda estão na nossa mente como, o combate maciço à pandemia do coronavirus”, relembrou ela.

Durante o evento com a participação de servidores e convidados especiais homenageados pelo apoio à instituição, foram distribuídos quadros, pintados pelo artista plástico Tintiliano, com a imagem da cúpula, símbolo do prédio onde foi instalado o Instituto Parreiras Horta, que hoje, é tombado como patrimônio cultural e histórico.

Para o servidor João Batista dos Santos,  um dos homenageados, o dia foi de confraternização. “Pra mim é uma alegria receber esse quadro que vou guardar com muito carinho, são quase 40 anos que  trabalho no Parreiras Horta”, comentou. “É uma lembrança de meu trabalho e contribuição nessas décadas que trabalhei no Parreiras”, completou a servidora aposentada, Josefa Maria Santos da Silva.

Trabalho

Emocionado, o superintendente do Lacen, Cliomar Alves, falou da satisfação em fazer parte da história do IPH/Lacen.”Sou funcionário da casa e, ao longo, desses anos, estamos consolidando elos com outros serviços de saúde de Aracaju e do Estado, que só está sendo possível pelo trabalho iniciado há cem anos,  por Dr. Parreiras Horta. Nossa gratidão a todos que fazem parte do Lacen”, disse o superintendente.

Família de Parreiras

As irmãs Paula e Gilda Parreiras Horta,  prestigiaram a festa em homenagem ao avô, o médico sanitarista, Dr. Paulo de Figueiredo Parreiras Horta. “Esse é um momento muito especial para toda a nossa família. Que felicidade saber que o trabalho do nosso avô contribuiu e contribui com a saúde pública do Estado de Sergipe”, enfatizaram.

Convidados homenageados

A cerimônia também contou com a presença de convidados que contribuíram ao longo dos últimos anos, com a realização dos serviços prestados pelo Lacen especialamnte durante a pandemia como, o presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe, desembargador Edson Ulisses de Melo, o comandante do Grupo Tático Aéreo (GTA) Tenente coronel Fernando Mendonça, o diretor do Departamento de Articulação do Ministério da Saúde, Breno Soares Leite, dentre outros participantes.

Notícia
/ Notícias / saude

Solenidade em comemoração as 100 anos do Parreiras Horta é marcada por emoção e homenagens
Evento contou com a participação de servidores e convidados especiais, que foram homenageados pelo apoio à instituição
Quinta-Feira, 17 de Novembro de 2022

O compromisso dos servidores foi o principal destaque durante a cerimônia  do centenário de criação do Instituto Parreiras Horta (IPH) atual, Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) nesta quarta-feira, 16.

Na ocasião, Luciana Déda, diretora Geral da Fundação Parreiras Horta, que gerência o Lacen, salientou que as máquinas precisam de pessoas para funcionar.“Sem as mãos e o coração de vocês nada disso seria possível. O médico Paulo de Figueiredo Parreiras Horta deixou um legado que faz parte da história da saúde de Sergipe, porém, vocês seguem fazendo as análises”, relatou a gestora.

A secretaria de Estado da Saúde, Mercia Simone Feitosa Souza, frisou o comprometimento de servidores e gestores  ao prestar sua homenagem. “Estou feliz em estar aqui e poder fazer parte dessa história, que é marcada por momentos de muito trabalho, de doação e abnegação, que ainda estão na nossa mente como, o combate maciço à pandemia do coronavirus”, relembrou ela.

Durante o evento com a participação de servidores e convidados especiais homenageados pelo apoio à instituição, foram distribuídos quadros, pintados pelo artista plástico Tintiliano, com a imagem da cúpula, símbolo do prédio onde foi instalado o Instituto Parreiras Horta, que hoje, é tombado como patrimônio cultural e histórico.

Para o servidor João Batista dos Santos,  um dos homenageados, o dia foi de confraternização. “Pra mim é uma alegria receber esse quadro que vou guardar com muito carinho, são quase 40 anos que  trabalho no Parreiras Horta”, comentou. “É uma lembrança de meu trabalho e contribuição nessas décadas que trabalhei no Parreiras”, completou a servidora aposentada, Josefa Maria Santos da Silva.

Trabalho

Emocionado, o superintendente do Lacen, Cliomar Alves, falou da satisfação em fazer parte da história do IPH/Lacen.”Sou funcionário da casa e, ao longo, desses anos, estamos consolidando elos com outros serviços de saúde de Aracaju e do Estado, que só está sendo possível pelo trabalho iniciado há cem anos,  por Dr. Parreiras Horta. Nossa gratidão a todos que fazem parte do Lacen”, disse o superintendente.

Família de Parreiras

As irmãs Paula e Gilda Parreiras Horta,  prestigiaram a festa em homenagem ao avô, o médico sanitarista, Dr. Paulo de Figueiredo Parreiras Horta. “Esse é um momento muito especial para toda a nossa família. Que felicidade saber que o trabalho do nosso avô contribuiu e contribui com a saúde pública do Estado de Sergipe”, enfatizaram.

Convidados homenageados

A cerimônia também contou com a presença de convidados que contribuíram ao longo dos últimos anos, com a realização dos serviços prestados pelo Lacen especialamnte durante a pandemia como, o presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe, desembargador Edson Ulisses de Melo, o comandante do Grupo Tático Aéreo (GTA) Tenente coronel Fernando Mendonça, o diretor do Departamento de Articulação do Ministério da Saúde, Breno Soares Leite, dentre outros participantes.