Inicio / Notícias / saude
Notícia
Com estoque muito baixo, Banco de Leite Humano pede novas doadoras
Para fazer a doação,  basta manter contato com o BLH  através do numero (79)3226-6301, de segunda a sexta-feira, das 7hàs 19h
Terça-Feira, 11 de Janeiro de 2022

A Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, através do Banco de Leite Humano Marly Sarney (BLH), referência no Estado em aleitamento materno, pede novas doadoras para abastecer o estoque do alimento, que  está deficitário. O banco conta hoje com 50 doadoras domiciliares. Algumas delas estão gripadas e, no momento, não estão podendo doar.

Para manter o estoque é preciso que novas doadoras se apresentem. Neste sentido, a nutricionista do BLH, Miriam Duarte Barros, orienta que as mulheres saudáveis que estejam amamentando e observam que há uma sobra de leite, busquem ajudar o próximo e entrem nesse voluntariado. “A necessidade diária da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes é de 10 litros de leite por dia. Estamos mandando no momento apenas 15%”, disse a nutricionista. Ela observou que a necessidade pelo leite materno tem sido cada vez maior e sendo a MNSL uma unidade de alto risco, necessita mais desse leite materno por conta dos bebês prematuros, que precisam do alimento que possui todas as vitaminas e minerais, fornecendo a caloria adequada para o bebê.

A nutricionista ressaltou que. com todos os nutrientes e sem nenhum aditivo, o leite é um alimento completo. “Por isso é tão importante para os bebês que estão na UTIN”, disse Miriam.

Doação

Normalmente, a mulher que está com sobra de leite, ou seja, em excesso, deve entrar em contato com o Banco de Leite. “Vamos fazer um cadastro e orientar a essa doadora de como ela vai fazer a ordenha e como deve fazer o armazenamento desse leite no congelador da casa dela, ou no freezer. “Vamos fazer todas as orientações e ela  vai passar os exames via aplicativo, tipo whatsapp para a equipe do BLH. A equipe do Banco de Leite vai entregar os frascos esterilizados e os EPI´s (toucas e máscaras) e a vai buscar o alimento uma vez por semana, na casa da doadora”, explicou a nutricionista.

O leite poderá ser coletado no próprio Banco de Leite ou na casa da mãe doadora.  Miriam lembrou que os bebês que estão internados e não podem ser amamentados pelas próprias mães têm a chance de receber esse benefício do leite.

 Para fazer a doação,  basta manter contato com o BLH  através do numero (79)3226-6301 de segunda a sexta-feira, das 7hàs 19h e manifestar a intenção de colaborar ou comparecer na Rua  Mato Grosso,s/n. Bairro José Conrado de Araújo, em Aracaju (SE). 

Dados

Segundo o Relatório Gerencial do Banco de Leite Humano Marly Sarney, em 2021 houve um total de 1.023 doadoras, beneficiando 1706 bebês.  Dessas: 285 doadoras na  MNSL , 33  no BLH (interno) e 705 no domicílio.

A Rede de Banco Estadual agrega o Banco de Leite Humano Marly Sarney (BLH), Banco de Leite Irmã Rafaela Pepel, O Banco de Leite Zoéd Bittencourt e o Posto de Coleta Santa Isabel.

Notícia
/ Notícias / saude

Com estoque muito baixo, Banco de Leite Humano pede novas doadoras
Para fazer a doação,  basta manter contato com o BLH  através do numero (79)3226-6301, de segunda a sexta-feira, das 7hàs 19h
Terça-Feira, 11 de Janeiro de 2022

A Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, através do Banco de Leite Humano Marly Sarney (BLH), referência no Estado em aleitamento materno, pede novas doadoras para abastecer o estoque do alimento, que  está deficitário. O banco conta hoje com 50 doadoras domiciliares. Algumas delas estão gripadas e, no momento, não estão podendo doar.

Para manter o estoque é preciso que novas doadoras se apresentem. Neste sentido, a nutricionista do BLH, Miriam Duarte Barros, orienta que as mulheres saudáveis que estejam amamentando e observam que há uma sobra de leite, busquem ajudar o próximo e entrem nesse voluntariado. “A necessidade diária da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes é de 10 litros de leite por dia. Estamos mandando no momento apenas 15%”, disse a nutricionista. Ela observou que a necessidade pelo leite materno tem sido cada vez maior e sendo a MNSL uma unidade de alto risco, necessita mais desse leite materno por conta dos bebês prematuros, que precisam do alimento que possui todas as vitaminas e minerais, fornecendo a caloria adequada para o bebê.

A nutricionista ressaltou que. com todos os nutrientes e sem nenhum aditivo, o leite é um alimento completo. “Por isso é tão importante para os bebês que estão na UTIN”, disse Miriam.

Doação

Normalmente, a mulher que está com sobra de leite, ou seja, em excesso, deve entrar em contato com o Banco de Leite. “Vamos fazer um cadastro e orientar a essa doadora de como ela vai fazer a ordenha e como deve fazer o armazenamento desse leite no congelador da casa dela, ou no freezer. “Vamos fazer todas as orientações e ela  vai passar os exames via aplicativo, tipo whatsapp para a equipe do BLH. A equipe do Banco de Leite vai entregar os frascos esterilizados e os EPI´s (toucas e máscaras) e a vai buscar o alimento uma vez por semana, na casa da doadora”, explicou a nutricionista.

O leite poderá ser coletado no próprio Banco de Leite ou na casa da mãe doadora.  Miriam lembrou que os bebês que estão internados e não podem ser amamentados pelas próprias mães têm a chance de receber esse benefício do leite.

 Para fazer a doação,  basta manter contato com o BLH  através do numero (79)3226-6301 de segunda a sexta-feira, das 7hàs 19h e manifestar a intenção de colaborar ou comparecer na Rua  Mato Grosso,s/n. Bairro José Conrado de Araújo, em Aracaju (SE). 

Dados

Segundo o Relatório Gerencial do Banco de Leite Humano Marly Sarney, em 2021 houve um total de 1.023 doadoras, beneficiando 1706 bebês.  Dessas: 285 doadoras na  MNSL , 33  no BLH (interno) e 705 no domicílio.

A Rede de Banco Estadual agrega o Banco de Leite Humano Marly Sarney (BLH), Banco de Leite Irmã Rafaela Pepel, O Banco de Leite Zoéd Bittencourt e o Posto de Coleta Santa Isabel.