Notícias
Notícias
Terça-Feira, 09 de Julho de 2024 às 11:30:00
Projeto de inclusão socioambiental de catadores é destaque na Revista Abema
Desenvolvido pela Semac, Seasic e Seteem, 'Coleta do Bem’ promove a destinação correta de resíduos sólidos recicláveis, geração de renda e qualificação de catadores

O projeto ‘Coleta do Bem’ é destaque na 8ª revista da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema). O periódico traz uma matéria com o histórico da iniciativa, enfatizando sua importância para a inclusão socioambiental de catadores de materiais recicláveis de Sergipe. Entre os objetivos do Coleta do Bem estão a destinação correta de resíduos recicláveis, geração de renda e qualificação de trabalhadores sergipanos.
 
Desenvolvido pelas Secretarias de Estado do Meio Ambiente, Sustentabilidade e Ações Climáticas (Semac), Assistência e Inclusão Social (Seasic) e do Emprego, Trabalho e Empreendedorismo (Seteem), o projeto conta com a colaboração de parceiros como os Consórcios Públicos de Saneamento Básico, a Cooperativa dos Agentes Autônomos de Reciclagem de Aracaju (Care) e as prefeituras. 
 
A primeira etapa do Coleta do Bem, realizada durante o Verão Sergipe, beneficiou mais de 140 trabalhadores e incluiu o recolhimento de papelão, plástico, vidro, ferro, pet, papelão e alumínio, os trabalhadores dos municípios de Itaporanga d'Ajuda, Pacatuba, Canindé de São Francisco, Pirambu e Estância coletaram 2.711,8 quilos de resíduos recicláveis. Para o projeto, os catadores receberam formação, certificado de agentes ambientais colaboradores em resíduos sólidos e equipamentos de proteção individual (EPIs).
 
 
Confira a revista:

Compartilhe            
Notícia
/ Notícias / meio-ambiente

Projeto de inclusão socioambiental de catadores é destaque na Revista Abema
Desenvolvido pela Semac, Seasic e Seteem, 'Coleta do Bem’ promove a destinação correta de resíduos sólidos recicláveis, geração de renda e qualificação de catadores
Terça-Feira, 09 de Julho de 2024 às 11:30:00

O projeto ‘Coleta do Bem’ é destaque na 8ª revista da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema). O periódico traz uma matéria com o histórico da iniciativa, enfatizando sua importância para a inclusão socioambiental de catadores de materiais recicláveis de Sergipe. Entre os objetivos do Coleta do Bem estão a destinação correta de resíduos recicláveis, geração de renda e qualificação de trabalhadores sergipanos.
 
Desenvolvido pelas Secretarias de Estado do Meio Ambiente, Sustentabilidade e Ações Climáticas (Semac), Assistência e Inclusão Social (Seasic) e do Emprego, Trabalho e Empreendedorismo (Seteem), o projeto conta com a colaboração de parceiros como os Consórcios Públicos de Saneamento Básico, a Cooperativa dos Agentes Autônomos de Reciclagem de Aracaju (Care) e as prefeituras. 
 
A primeira etapa do Coleta do Bem, realizada durante o Verão Sergipe, beneficiou mais de 140 trabalhadores e incluiu o recolhimento de papelão, plástico, vidro, ferro, pet, papelão e alumínio, os trabalhadores dos municípios de Itaporanga d'Ajuda, Pacatuba, Canindé de São Francisco, Pirambu e Estância coletaram 2.711,8 quilos de resíduos recicláveis. Para o projeto, os catadores receberam formação, certificado de agentes ambientais colaboradores em resíduos sólidos e equipamentos de proteção individual (EPIs).
 
 
Confira a revista: