Inicio / Notícias / educacao_cultura_esportes
Notícia
Estudantes de escolas públicas conquistam medalha de ouro, prata e bronze em Torneio Internacional de Karatê
No total, a delegação sergipana conquistou para Sergipe nove medalhas nas modalidades de Kata e Kumite
Terça-Feira, 22 de Novembro de 2022

Neste fim de semana, dois estudantes da Escola Estadual Paulino Nascimento e do Centro de Excelência Deputado Jonas Amaral conquistaram medalhas de ouro, prata e bronze durante o Torneio Internacional de Karatê que ocorreu domingo, 20, na cidade de General Pico, na Argentina. As passagens dos atletas e dos acompanhantes foram custeadas pela Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc). No total, a delegação sergipana conquistou para Sergipe nove medalhas nas modalidades de Kata e Kumite.

A estudante Evelyn Laviny, da Escola Estadual Paulino Nascimento,  Zona de Expansão de Aracaju, conquistou ouro e prata nas modalidades de kumite e kata, respectivamente. Ao lado da sensei Valmira Souza, a carateca de 12 anos viajou para fora do país pela primeira vez. “Foi uma experiência nova; nunca tinha ido para fora do país e foi maravilhoso. Meus treinos eram muito puxados, mas com esforço e muitas práticas eu consegui. Estou me sentindo muito feliz porque estava muito preocupada, não conseguia pensar em nada. É uma felicidade para minha família, para mim, meus amigos e para todos. Estou muito orgulhosa de mim mesma”, relatou. 

Jhonny Yuri é aluno do Centro de Excelência Deputado Jonas Amaral, situado no município de Nossa Senhora do Socorro. Ele conquistou as medalhas de ouro na modalidade de Kumite e de bronze em Kata. O jovem viajou acompanhado do professor de Educação Física Diego Facion. “É uma sensação única saber que você saiu do estado para representar o Brasil, também a minha escola e academia. É uma junção de emoções e uma sensação de dever cumprido de saber que todos os dias treinando, me dedicando e aperfeiçoando. Pelas dificuldades passadas, financeira e psicologicamente, é uma superação, pois estou recém-recuperado de lesão e mesmo assim conquistei um objetivo muito importante pra minha história”, contou.

Aos 16 anos, Jhonny Yuri é instrutor na academia onde foi treinado desde os 3 anos de idade pelo pai, o educador físico e instrutor de karatê Denis Carlos. Segundo ele, as artes marciais rendem para o atleta disciplina, respeito, hierarquia e escuta, elevando-o a um estudante com bom desempenho escolar.   

“Jhonny vivenciou o karatê dia e noite desde quando treinei o tio e a prima dele. Eu ministrava as aulas e ele participava de forma lúdica, e assim foi ganhando o gosto até não parar mais. Como pai, independentemente do resultado eu desejava que ele vivenciasse outra atmosfera, ambiente e cultura porque estou preparando ele para a vida, e o karatê proporcionou respeito, disciplina e hierarquia. Dentro dos princípios desse esporte eu preparo o meu filho para o mundo, o que para mim foi muito importante ver o amadurecimento dele não somente como atleta, mas também como pessoa”.

Notícia
/ Notícias / educacao_cultura_esportes

Estudantes de escolas públicas conquistam medalha de ouro, prata e bronze em Torneio Internacional de Karatê
No total, a delegação sergipana conquistou para Sergipe nove medalhas nas modalidades de Kata e Kumite
Terça-Feira, 22 de Novembro de 2022

Neste fim de semana, dois estudantes da Escola Estadual Paulino Nascimento e do Centro de Excelência Deputado Jonas Amaral conquistaram medalhas de ouro, prata e bronze durante o Torneio Internacional de Karatê que ocorreu domingo, 20, na cidade de General Pico, na Argentina. As passagens dos atletas e dos acompanhantes foram custeadas pela Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc). No total, a delegação sergipana conquistou para Sergipe nove medalhas nas modalidades de Kata e Kumite.

A estudante Evelyn Laviny, da Escola Estadual Paulino Nascimento,  Zona de Expansão de Aracaju, conquistou ouro e prata nas modalidades de kumite e kata, respectivamente. Ao lado da sensei Valmira Souza, a carateca de 12 anos viajou para fora do país pela primeira vez. “Foi uma experiência nova; nunca tinha ido para fora do país e foi maravilhoso. Meus treinos eram muito puxados, mas com esforço e muitas práticas eu consegui. Estou me sentindo muito feliz porque estava muito preocupada, não conseguia pensar em nada. É uma felicidade para minha família, para mim, meus amigos e para todos. Estou muito orgulhosa de mim mesma”, relatou. 

Jhonny Yuri é aluno do Centro de Excelência Deputado Jonas Amaral, situado no município de Nossa Senhora do Socorro. Ele conquistou as medalhas de ouro na modalidade de Kumite e de bronze em Kata. O jovem viajou acompanhado do professor de Educação Física Diego Facion. “É uma sensação única saber que você saiu do estado para representar o Brasil, também a minha escola e academia. É uma junção de emoções e uma sensação de dever cumprido de saber que todos os dias treinando, me dedicando e aperfeiçoando. Pelas dificuldades passadas, financeira e psicologicamente, é uma superação, pois estou recém-recuperado de lesão e mesmo assim conquistei um objetivo muito importante pra minha história”, contou.

Aos 16 anos, Jhonny Yuri é instrutor na academia onde foi treinado desde os 3 anos de idade pelo pai, o educador físico e instrutor de karatê Denis Carlos. Segundo ele, as artes marciais rendem para o atleta disciplina, respeito, hierarquia e escuta, elevando-o a um estudante com bom desempenho escolar.   

“Jhonny vivenciou o karatê dia e noite desde quando treinei o tio e a prima dele. Eu ministrava as aulas e ele participava de forma lúdica, e assim foi ganhando o gosto até não parar mais. Como pai, independentemente do resultado eu desejava que ele vivenciasse outra atmosfera, ambiente e cultura porque estou preparando ele para a vida, e o karatê proporcionou respeito, disciplina e hierarquia. Dentro dos princípios desse esporte eu preparo o meu filho para o mundo, o que para mim foi muito importante ver o amadurecimento dele não somente como atleta, mas também como pessoa”.