SECOM
Secretaria de Estado da Comunicação Social

Notícias

Vice-governadora participa da XVIII Jornada Regional de Autismo
O evento tem o objetivo de levar conhecimento e promover um debate multidisciplinar acerca das questões relacionadas à pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA)
Sexta-Feira, 08 de Novembro de 2019

Na noite desta quinta-feira, 07, no auditório do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/SE), a vice-governadora Eliane Aquino participou da abertura da da XVIII Jornada Regional de Autismo, organizada pela Associação de Defesa dos Direitos do Autista (ADDA). O evento tem o objetivo de levar conhecimento e promover um debate multidisciplinar acerca das questões relacionadas à pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e acontece até o dia 09 de novembro.

Para a vice-governadora Eliane Aquino, um dos pontos importantes da Jornada é o compartilhamento de informações qualificadas. “A falta de informação, sobretudo para a família de uma pessoa com deficiência, é uma questão muito grave. Muitas vezes, justamente por não saber como lidar com uma criança com deficiência, a estimulação correta não é feita logo nos anos iniciais e esta ausência acarretará em dificuldades para toda a vida. Então, esse momento é riquíssimo, porque compartilha dados, informa, dá subsídio às pessoas sobre este tema. Parabenizo à presidente da ADDA, Maria do Carmo Ribeiro, por mais uma edição deste evento fundamental para o debate sobre o TEA em Sergipe”.

De acordo com a pesquisa “Associação de fatores genéticos e ambientais ao autismo”, realizada pela JAMA Psychiatry e publicada pela revista Exame, foi observado que a genética é o maior fator de risco para o desenvolvimento do autismo, porém tirar conclusões universais sobre qual é o fator causador do transtorno não é possível. Mesmo que seja encontrado um ponto comum entre os pacientes, existe a probabilidade da influência de fatores externos – como os ambientais – no desenvolvimento do espectro autista.

Após descobrir o TEA em seu filho, Ramiro Ribeiro, Maria do Carmo Ribeiro criou a Associação de Defesa dos Direitos do Autista, da qual é presidente. Emocionada com a presença maciça das pessoas na abertura da XVIII Jornada Regional de Autismo, Maria do Carmo agradeceu aos presentes. “Eu tenho muita gratidão por todos aqui. Sinto que este é um reconhecimento por um trabalho que realizamos há 35 anos. Para mim, o trabalho que desenvolvemos vale muito à pena. Muito obrigada pelas incrições esgotadas. Em relação ao Ramiro, eu nunca desisti do meu filho e nunca desistirei. Seja quantas terapias ele precisar, eu estarei firme e forte para ajudá-lo”, declara.

Simone Sobral é pedagoga, psicóloga e mãe de João Vitor Sobral, de 30 anos. Após a chegada de João e o diagnóstico do TEA, Simone graduou-se nas duas áreas e atualmente atende pacientes com deficiência. Ela foi até a Jornada Regional de Autismo em busca de mais conhecimento. “Eu vim para a a Jornada por conta do corpo de palestrantes, que é muito bom, pelas experiências das mães e para saber o que tem sido feito em Sergipe sobre o tema. O que eu aprendo aqui vou poder levar para as mães das crianças que eu atendo. Eu sempre transmito tudo que aprendo em congressos e outros espaços de formação, então é mais uma grande oportunidade. Têm muitas coisas boas para serem vistas e apreendidas”.    

Entre os palestrantes do evento, estão Cátia Crivelenti com a palestra “Comunicação Alternativa”, Gabriel Ribeiro Nogueira com o tema “Combate à deficiência para com as pessoas com TEA”, de São Paulo e Marbene Guedes Machado com a exposição “A importância do diagnóstico precoce”.

Também participaram da XVIII Jornada Regional de Autismo, o presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Antônio Luiz dos Santos, o vereador Lucas Aribé e representantes das Secretarias de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura e Saúde.