Inicio / Notícias / saude
Notícia
Sergipe fica em 1º lugar no ranking nacional na adesão ao Programa Saúde na Escola
O objetivo do programa é articular a saúde e educação para contribuir na formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde
Terça-Feira, 23 de Fevereiro de 2021

Sergipe alcançou o 1º lugar no ranking nacional na adesão ao Programa Saúde na Escola (PSE).Para obter tal resultado nacional de 100% de adesão, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) mobilizou e orientou todos os municípios com o apoio do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (COSEMS). O objetivo do  PSE  é articular a saúde e educação para contribuir na formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde

 A diretora de Atenção Primária à Saúde (Daps), Flávia Diniz, conta que, como  as escolas são espaços onde as crianças e adolescentes permanecem a maior parte do tempo, se  torna oportuno trabalhar temas sobre a saúde, na perspectiva de uma melhor qualidade de vida . “A SES  incentivou, orientou e deu suporte aos municípios no processo de adesão ao programa. Agora o nosso papel  é também  no monitoramento das atividades que serão  executadas nessas escolas”, ressalta.

A boa colocação do Estado vinha sendo percebida desde os primeiros monitoramentos, disse o gerente de Ações Programáticas da SES, Afonso Abreu. ”Desde quando começou o monitoramento, em 1º de dezembro, ficamos em primeiro lugar em todas as semanas. Para os envolvidos, é muito gratificante o resultado porque enxergamos o PSE como uma política intersetorial  que consegue impactar na vida das crianças e adolescentes no território”, destaca.  

Entre as atividades do PSE, estão ações de combate ao coronavírus, ao Aedes Aegypt, à prevenção do uso de drogas, álcool e de doenças sexualmente transmissíveis, atividades de saúde bucal, auditiva e ocular, acompanhamento da caderneta vacinal e alimentação saudável.

“A adesão é fundamental para o bem-estar dos nossos estudantes, principalmente, para orientar  a comunidade escolar da pandemia. É importante que os municípios articulem a reabertura das escolas e a  prevenção, além de outros temas essenciais como a verificação  da caderneta de imunização. A nossa meta é fazer com que os municípios executem essa atividade e que  eles tragam experiências exitosas para apresentar futuramente”, finaliza o gerente de Ações Programáticas da SES, Afonso Abreu.

Adesão

A  Adesão é um processo de pactuação de compromissos firmados entre os secretários municipais de saúde e educação com os Ministérios da Saúde e da Educação. Ocorre via preenchimento das informações no portal do gestor do Ministério da Saúde a cada dois anos. O processo de adesão gera o termo de compromisso que representa as responsabilidades dos setores da saúde e da educação com o local do Programa Saúde na Escola (PSE).

Notícia
/ Notícias / saude

Sergipe fica em 1º lugar no ranking nacional na adesão ao Programa Saúde na Escola
O objetivo do programa é articular a saúde e educação para contribuir na formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde
Terça-Feira, 23 de Fevereiro de 2021

Sergipe alcançou o 1º lugar no ranking nacional na adesão ao Programa Saúde na Escola (PSE).Para obter tal resultado nacional de 100% de adesão, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) mobilizou e orientou todos os municípios com o apoio do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (COSEMS). O objetivo do  PSE  é articular a saúde e educação para contribuir na formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde

 A diretora de Atenção Primária à Saúde (Daps), Flávia Diniz, conta que, como  as escolas são espaços onde as crianças e adolescentes permanecem a maior parte do tempo, se  torna oportuno trabalhar temas sobre a saúde, na perspectiva de uma melhor qualidade de vida . “A SES  incentivou, orientou e deu suporte aos municípios no processo de adesão ao programa. Agora o nosso papel  é também  no monitoramento das atividades que serão  executadas nessas escolas”, ressalta.

A boa colocação do Estado vinha sendo percebida desde os primeiros monitoramentos, disse o gerente de Ações Programáticas da SES, Afonso Abreu. ”Desde quando começou o monitoramento, em 1º de dezembro, ficamos em primeiro lugar em todas as semanas. Para os envolvidos, é muito gratificante o resultado porque enxergamos o PSE como uma política intersetorial  que consegue impactar na vida das crianças e adolescentes no território”, destaca.  

Entre as atividades do PSE, estão ações de combate ao coronavírus, ao Aedes Aegypt, à prevenção do uso de drogas, álcool e de doenças sexualmente transmissíveis, atividades de saúde bucal, auditiva e ocular, acompanhamento da caderneta vacinal e alimentação saudável.

“A adesão é fundamental para o bem-estar dos nossos estudantes, principalmente, para orientar  a comunidade escolar da pandemia. É importante que os municípios articulem a reabertura das escolas e a  prevenção, além de outros temas essenciais como a verificação  da caderneta de imunização. A nossa meta é fazer com que os municípios executem essa atividade e que  eles tragam experiências exitosas para apresentar futuramente”, finaliza o gerente de Ações Programáticas da SES, Afonso Abreu.

Adesão

A  Adesão é um processo de pactuação de compromissos firmados entre os secretários municipais de saúde e educação com os Ministérios da Saúde e da Educação. Ocorre via preenchimento das informações no portal do gestor do Ministério da Saúde a cada dois anos. O processo de adesão gera o termo de compromisso que representa as responsabilidades dos setores da saúde e da educação com o local do Programa Saúde na Escola (PSE).