Inicio / Notícias / inclusao-social
Notícia
Parceria entre NAT e Aprecia garante capacitação para mães e recreação para seus filhos
Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019

O Núcleo de Apoio ao Trabalho da Secretaria de Estado da Inclusão Social (NAT/Seit), em parceria com o Instituto Aprecia e a secretaria de Estado da Educação, Esporte e Cultura (Seduc), realizou um campeonato de futebol para os filhos das mulheres que encerraram o curso de Vendas e Atendimento, na manhã desta quinta-feira (14). Realizada ao longo de 45 dias, a capacitação ganhou destaque por oferecer suporte para as alunas, promovendo atividades esportivas para seus filhos. O campeonato infantil e o encerramento da capacitação ocorreram no mesmo local onde foram realizadas as aulas, no Ginásio de Esportes Gerivaldo Garcia, no bairro Santos Dumont.

A parceria visa incluir essas mulheres no mercado de trabalho, como conta o gerente de qualificação do NAT, Cláudio Viana. “A partir da ação conjunta entre o Instituto Aprecia e a Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência Social e do Trabalho – Seit, as capacitações tem tido muito sucesso, justamente pela atenção à situação das mulheres, promovendo atividades para os filhos enquanto as mães se profissionalizam. Nós, do NAT, fazemos o cadastro dessas mulheres no Sistema Nacional de Emprego (SINE) para aumentar ainda mais a chance de entrada no mercado de trabalho”.

Patrícia Matos é moradora do bairro Santos Dumont e participou do curso de vendas e atendimento. Para ela, poder levar seus filhos foi essencial para conseguir participar da capacitação. “O curso foi muito importante, aprendi várias técnicas de vendas e atendimento. Foi uma porta que se abriu para eu poder entrar no mercado de trabalho ainda mais capacitada. A proposta de acolher os nossos filhos é essencial, porque não temos com quem deixar nossas crianças e temos o desejo de fazer cursos. Poder contar com essa oportunidade foi muito bacana”.

O Instituto Aprecia já capacitou cerca de 120 alunas em Sergipe, juntamente com o NAT. A perspectiva é capacitar o total de 440 alunas até fevereiro de 2020, como informa a especialista em projetos e representante do Aprecia, Vilma Andrade. “O Instituto percebeu que muitas mulheres deixavam de fazer os cursos porque não tinham onde deixar seus filhos. Então, contamos com parceiros para realizar este projeto, com o diferencial de atender aos filhos das mulheres, com atividades esportivas, como capoeira, futebol, handebol e várias outras, além de monitoras que fazem atividades pedagógicas com as crianças menores”, destacou.

A assistente social da Seduc, Silvania Ferreira, elogiou a iniciativa. “Fomos procurados nas escolas de esportes, principalmente a do Santos Dumont, para abrir nosso espaço para receber os cursos, que promoverão geração de renda e inclusão social para as mulheres da comunidade. Gostamos muito e desejamos que essa parceria se estenda”. O evento de encerramento contou ainda com apresentação de capoeira, palestra sobre empatia com o Instituto Aprecia, atividades lúdicas para crianças e apresentação de dança com o grupo Caminhando Com a Melhor Idade, do Espaço Cuidar do Bugio.

Notícia
/ Notícias / inclusao-social

Parceria entre NAT e Aprecia garante capacitação para mães e recreação para seus filhos
Quinta-Feira, 14 de Novembro de 2019

O Núcleo de Apoio ao Trabalho da Secretaria de Estado da Inclusão Social (NAT/Seit), em parceria com o Instituto Aprecia e a secretaria de Estado da Educação, Esporte e Cultura (Seduc), realizou um campeonato de futebol para os filhos das mulheres que encerraram o curso de Vendas e Atendimento, na manhã desta quinta-feira (14). Realizada ao longo de 45 dias, a capacitação ganhou destaque por oferecer suporte para as alunas, promovendo atividades esportivas para seus filhos. O campeonato infantil e o encerramento da capacitação ocorreram no mesmo local onde foram realizadas as aulas, no Ginásio de Esportes Gerivaldo Garcia, no bairro Santos Dumont.

A parceria visa incluir essas mulheres no mercado de trabalho, como conta o gerente de qualificação do NAT, Cláudio Viana. “A partir da ação conjunta entre o Instituto Aprecia e a Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência Social e do Trabalho – Seit, as capacitações tem tido muito sucesso, justamente pela atenção à situação das mulheres, promovendo atividades para os filhos enquanto as mães se profissionalizam. Nós, do NAT, fazemos o cadastro dessas mulheres no Sistema Nacional de Emprego (SINE) para aumentar ainda mais a chance de entrada no mercado de trabalho”.

Patrícia Matos é moradora do bairro Santos Dumont e participou do curso de vendas e atendimento. Para ela, poder levar seus filhos foi essencial para conseguir participar da capacitação. “O curso foi muito importante, aprendi várias técnicas de vendas e atendimento. Foi uma porta que se abriu para eu poder entrar no mercado de trabalho ainda mais capacitada. A proposta de acolher os nossos filhos é essencial, porque não temos com quem deixar nossas crianças e temos o desejo de fazer cursos. Poder contar com essa oportunidade foi muito bacana”.

O Instituto Aprecia já capacitou cerca de 120 alunas em Sergipe, juntamente com o NAT. A perspectiva é capacitar o total de 440 alunas até fevereiro de 2020, como informa a especialista em projetos e representante do Aprecia, Vilma Andrade. “O Instituto percebeu que muitas mulheres deixavam de fazer os cursos porque não tinham onde deixar seus filhos. Então, contamos com parceiros para realizar este projeto, com o diferencial de atender aos filhos das mulheres, com atividades esportivas, como capoeira, futebol, handebol e várias outras, além de monitoras que fazem atividades pedagógicas com as crianças menores”, destacou.

A assistente social da Seduc, Silvania Ferreira, elogiou a iniciativa. “Fomos procurados nas escolas de esportes, principalmente a do Santos Dumont, para abrir nosso espaço para receber os cursos, que promoverão geração de renda e inclusão social para as mulheres da comunidade. Gostamos muito e desejamos que essa parceria se estenda”. O evento de encerramento contou ainda com apresentação de capoeira, palestra sobre empatia com o Instituto Aprecia, atividades lúdicas para crianças e apresentação de dança com o grupo Caminhando Com a Melhor Idade, do Espaço Cuidar do Bugio.