Inicio / Notícias / governo
Notícia
SergipePrevidência e Instituto Euvaldo Lodi firmam parceira para ampliar nível da Certificação nacional do Pró-gestão
Sexta-Feira, 15 de Janeiro de 2021

Mesmo já certificado com o Nível 1 do Programa de Certificação Institucional e Modernização da Gestão dos Regimes Próprios de Previdência Social da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios (Pró-gestão) do ICQ-Brasil, o SergipePrevidência firma parceria com o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), para trabalharem em busca do nível 3 dessa mesma certificação. O Pró-Gestão visa avaliar a capacidade de gestão e de modernização de sistemas previdenciários em todo o país, por meio da utilização de boas práticas de governança e da administração dos recursos e gerência geral das instituições e sistemas previdenciários. Em 2018, Sergipe foi o terceiro estado brasileiro a receber a Certificação Nível 1, concedida, até então, para o Rio de Janeiro e Alagoas.

O Pró-Gestão busca avaliar os Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) em uma perspectiva geral, que abrange todos os servidores ativos e inativos, pensionistas e dependentes previdenciários. Seus critérios visam aprimorar as atividades previdenciárias e as condições de trabalho dos servidores ativos, no que se refere ao atendimento de saúde e aos indicadores de qualidade institucionais, dentre diversos outros pontos estipulados dentro dos três pilares do Pró-Gestão: Controles Internos, Governança Corporativa e Educação Previdenciária.

O superintendente do IEL, Rodrigo Rocha, ressalta a visão diferenciada do SergipePrevidência em relação ao trabalho que vem sendo desenvolvido de forma qualitativa, além da busca contínua por melhorias para os segurados estaduais. “Nossa parceria demonstra que o SergipePrevidência está se preparando, com cuidado, empenho e comprometimento, para atender a todos os critérios da Certificação, a qual analisa e reconhece, nacionalmente, a sistematização das informações, processos e procedimentos previdenciários”, explica.

“Nossa proposta, ao visar o nível 3 do Pró-Gestão, é melhorar a gestão e padronização de cada serviço previdenciário estadual, em termos do caminho a seguir de cada um deles, qual o procedimento, o que deve ser feito, como e quando, desde o início do pedido de uma informação ou processo, passando pelos caminhos internos, administrativos e operacionais, até a sua finalização. Isso vai facilitar muito, tanto para os nossos segurados, os servidores ativos e inativos, pensionistas e dependentes previdenciários; quanto para toda a nossa equipe, os diretores, gerentes, coordenadores e assessores”, ressalta o diretor-presidente do SergipePrevidência, José Roberto de Lima.  

Itens avaliados pelo Pró-Gestão

No pilar da Governança Corporativa, são avaliados: planejamento, código de ética, definição de limites e alçadas, ouvidoria, diretoria executiva, conselho fiscal, conselho deliberativo, relatório de gestão atuarial, política de investimentos, comitê de investimentos transparência (site), segregação de atividades, mandato, representação e condução, além do relatório de governança corporativa.

As avaliações do Controle Interno abrangem: o mapeamento das áreas da RPPS, compensação previdenciária, manualizacão das áreas do RPPs, estrutura do controle interno, política de segurança da informação, capacitação e certificação de gestores e servidores da área de risco, gestão e controle de dados cadastrais; políticas previdenciárias de saúde e segurança do servidor, e por fim, a gestão de pessoas.

Referente à Educação Previdenciária, os critérios avaliados são o plano de ação de capacitação, além das ações de diálogo com os segurados e sociedade.

Notícia
/ Notícias / governo

SergipePrevidência e Instituto Euvaldo Lodi firmam parceira para ampliar nível da Certificação nacional do Pró-gestão
Sexta-Feira, 15 de Janeiro de 2021

Mesmo já certificado com o Nível 1 do Programa de Certificação Institucional e Modernização da Gestão dos Regimes Próprios de Previdência Social da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios (Pró-gestão) do ICQ-Brasil, o SergipePrevidência firma parceria com o Instituto Euvaldo Lodi (IEL), para trabalharem em busca do nível 3 dessa mesma certificação. O Pró-Gestão visa avaliar a capacidade de gestão e de modernização de sistemas previdenciários em todo o país, por meio da utilização de boas práticas de governança e da administração dos recursos e gerência geral das instituições e sistemas previdenciários. Em 2018, Sergipe foi o terceiro estado brasileiro a receber a Certificação Nível 1, concedida, até então, para o Rio de Janeiro e Alagoas.

O Pró-Gestão busca avaliar os Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) em uma perspectiva geral, que abrange todos os servidores ativos e inativos, pensionistas e dependentes previdenciários. Seus critérios visam aprimorar as atividades previdenciárias e as condições de trabalho dos servidores ativos, no que se refere ao atendimento de saúde e aos indicadores de qualidade institucionais, dentre diversos outros pontos estipulados dentro dos três pilares do Pró-Gestão: Controles Internos, Governança Corporativa e Educação Previdenciária.

O superintendente do IEL, Rodrigo Rocha, ressalta a visão diferenciada do SergipePrevidência em relação ao trabalho que vem sendo desenvolvido de forma qualitativa, além da busca contínua por melhorias para os segurados estaduais. “Nossa parceria demonstra que o SergipePrevidência está se preparando, com cuidado, empenho e comprometimento, para atender a todos os critérios da Certificação, a qual analisa e reconhece, nacionalmente, a sistematização das informações, processos e procedimentos previdenciários”, explica.

“Nossa proposta, ao visar o nível 3 do Pró-Gestão, é melhorar a gestão e padronização de cada serviço previdenciário estadual, em termos do caminho a seguir de cada um deles, qual o procedimento, o que deve ser feito, como e quando, desde o início do pedido de uma informação ou processo, passando pelos caminhos internos, administrativos e operacionais, até a sua finalização. Isso vai facilitar muito, tanto para os nossos segurados, os servidores ativos e inativos, pensionistas e dependentes previdenciários; quanto para toda a nossa equipe, os diretores, gerentes, coordenadores e assessores”, ressalta o diretor-presidente do SergipePrevidência, José Roberto de Lima.  

Itens avaliados pelo Pró-Gestão

No pilar da Governança Corporativa, são avaliados: planejamento, código de ética, definição de limites e alçadas, ouvidoria, diretoria executiva, conselho fiscal, conselho deliberativo, relatório de gestão atuarial, política de investimentos, comitê de investimentos transparência (site), segregação de atividades, mandato, representação e condução, além do relatório de governança corporativa.

As avaliações do Controle Interno abrangem: o mapeamento das áreas da RPPS, compensação previdenciária, manualizacão das áreas do RPPs, estrutura do controle interno, política de segurança da informação, capacitação e certificação de gestores e servidores da área de risco, gestão e controle de dados cadastrais; políticas previdenciárias de saúde e segurança do servidor, e por fim, a gestão de pessoas.

Referente à Educação Previdenciária, os critérios avaliados são o plano de ação de capacitação, além das ações de diálogo com os segurados e sociedade.