Inicio / Notícias / governo
Notícia
Governo de Sergipe reativa comitê de enfrentamento à violência de crianças e adolescentes
Obedecendo ao regime de paridade, integrantes do governo, de entidades e da sociedade civil vão trabalhar de maneira conjunta em prol do combate à violência
Sexta-Feira, 11 de Novembro de 2022

No mês dos Direitos da Infância, a vice-governadora Eliane Aquino participou do seminário Tecendo Redes, que aconteceu nesta sexta-feira, 11, na Biblioteca Pública Epifânio Dórea. O evento, que foi organizado pelo Centro Dom José Brandão de Castro e teve a parceria do Governo de Sergipe, contou com a presença de diversos representantes da sociedade civil e pública a exemplo de representações da Polícia Civil, gabinetes de parlamentares municipais, estaduais e federais, secretarias de estado, institutos, Ministério Público e Tribunal de Justiça. 

De acordo com a vice-governadora Eliane Aquino, a reativação do comitê é um motivo a se comemorar. “Mais uma vez, o Centro Dom José Brandão de Castro está de parabéns por trabalhar de forma tão focada e propondo sempre a efetividade de políticas públicas para a infância. E nesse ínterim, nós, com o Sergipe Pela Infância, temos trabalhado com o mesmo norte, a partir do momento que essas crianças, desde a barriga da mãe até o fim da primeira infância, saem da invisibilidade e passam a ser assistidas e a fazer parte de uma rede de proteção”, disse.

Joilda Aquino é coordenadora de projetos do Centro Dom José Brandão e Castro e explicou a importância da reativação do Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes em Sergipe. “Inicialmente, o Comitê foi criado em 2005, fomentando e discutindo políticas públicas para as crianças e tê-lo novamente significa colocar as crianças e adolescentes como prioridade em nosso estado.Obedecendo ao regime de paridade, integrantes do governo, de entidades e da sociedade civil vão trabalhar de maneira conjunta em prol do combate à violência”, comemorou. 

A doutora Lilian Mendes, promotora do Ministério Público Estadual, alertou que é necessário não apenas comprometimento político por parte das gestões públicas, mas também orçamentário. “A proteção e o cuidado das crianças e adolescentes não se dá de forma mágica e apenas com a criatividade. É fundamental que seja um compromisso além da personificação do gestor, mas que faça parte das prioridades orçamentárias. O economista americano, James Heckman, elaborou um estudo e constatou que a cada dólar investido na infância há um retorno até sete dólares para a sociedade. Nós, a sociedade, e os nossos meninos e meninas só tem a ganhar”, assegurou. 

Notícia
/ Notícias / governo

Governo de Sergipe reativa comitê de enfrentamento à violência de crianças e adolescentes
Obedecendo ao regime de paridade, integrantes do governo, de entidades e da sociedade civil vão trabalhar de maneira conjunta em prol do combate à violência
Sexta-Feira, 11 de Novembro de 2022

No mês dos Direitos da Infância, a vice-governadora Eliane Aquino participou do seminário Tecendo Redes, que aconteceu nesta sexta-feira, 11, na Biblioteca Pública Epifânio Dórea. O evento, que foi organizado pelo Centro Dom José Brandão de Castro e teve a parceria do Governo de Sergipe, contou com a presença de diversos representantes da sociedade civil e pública a exemplo de representações da Polícia Civil, gabinetes de parlamentares municipais, estaduais e federais, secretarias de estado, institutos, Ministério Público e Tribunal de Justiça. 

De acordo com a vice-governadora Eliane Aquino, a reativação do comitê é um motivo a se comemorar. “Mais uma vez, o Centro Dom José Brandão de Castro está de parabéns por trabalhar de forma tão focada e propondo sempre a efetividade de políticas públicas para a infância. E nesse ínterim, nós, com o Sergipe Pela Infância, temos trabalhado com o mesmo norte, a partir do momento que essas crianças, desde a barriga da mãe até o fim da primeira infância, saem da invisibilidade e passam a ser assistidas e a fazer parte de uma rede de proteção”, disse.

Joilda Aquino é coordenadora de projetos do Centro Dom José Brandão e Castro e explicou a importância da reativação do Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes em Sergipe. “Inicialmente, o Comitê foi criado em 2005, fomentando e discutindo políticas públicas para as crianças e tê-lo novamente significa colocar as crianças e adolescentes como prioridade em nosso estado.Obedecendo ao regime de paridade, integrantes do governo, de entidades e da sociedade civil vão trabalhar de maneira conjunta em prol do combate à violência”, comemorou. 

A doutora Lilian Mendes, promotora do Ministério Público Estadual, alertou que é necessário não apenas comprometimento político por parte das gestões públicas, mas também orçamentário. “A proteção e o cuidado das crianças e adolescentes não se dá de forma mágica e apenas com a criatividade. É fundamental que seja um compromisso além da personificação do gestor, mas que faça parte das prioridades orçamentárias. O economista americano, James Heckman, elaborou um estudo e constatou que a cada dólar investido na infância há um retorno até sete dólares para a sociedade. Nós, a sociedade, e os nossos meninos e meninas só tem a ganhar”, assegurou.