Inicio / Notícias / educacao_cultura_esportes
Notícia
Secretaria de Estado da Educação recomenda uso de máscaras e reforço na biossegurança escolar
As recomendações estão pautadas pelo “Alerta Epidemiológico e Recomendações” publicado pela SES
Quarta-Feira, 23 de Novembro de 2022

Com o aumento dos casos positivos de Covid-19 em todo o país, a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura recomenda que os alunos, professores e servidores voltem a usar máscaras no ambiente escolar, nos espaços administrativos, principalmente, em ambientes fechados.  A Seduc também orienta que os integrantes do Magistério e os alunos cumpram o ciclo vacinal, e que as escolas voltem a atualizar, semanalmente, o painel Escola mais Segura, ferramenta instituída para a notificação de casos e acompanhamento dos protocolos nas escolas estaduais.

As recomendações estão pautadas no “Alerta Epidemiológico e Recomendações” publicado nesta terça-feira, 22, pela Secretaria de Estado da Saúde e pela Vigilância Epidemiológica de Sergipe. 

A publicação também destaca que os gestores orientem sobre a realização de campanhas e atividades voltadas para o aumento das coberturas vacinais. “Ainda esta semana será expedido para as escolas públicas estaduais um informe orientando os diretores e gestores escolares sobre a biossegurança no ambiente escolar”, destaca Lívia Amorim, técnica do Programa de Saúde na Escola na Seduc.

Com o aumento da circulação de novas variantes e subvariantes do vírus causador da covid-19 e o potencial aumento da transmissibilidade é fundamental o aumento das coberturas vacinais, principalmente das doses de reforço. As escolas devem ficar atentas e estimular o completo ciclo vacinal.

A lavagem das mãos com água e sabão ou higienização com álcool a 70% de forma frequente, principalmente ao frequentar locais com circulação de pessoas, também deve ser reforçada nesse período de maior transmissibilidade e devem ser evitadas aglomerações.

 Escola Segura

Junto aos protocolos de biossegurança, a Seduc também orienta os gestores escolares a preencherem o Painel Escola Segura, semanalmente, por meio de formulário eletrônico, mesmo sem o surgimento de algum caso suspeito ou confirmado. Uma vez realizado o diagnóstico, serão apresentados planos de ação adequados com a situação observada na escola. O acesso para a ferramenta será por meio da equipe do Programa Saúde na Escola na Seduc (PSE), em comunicação pelo email: pse.seduc.se@gmail.com.

A notificação de casos suspeitos ou confirmados é importante para garantir as escolas abertas e a segurança dos estudantes e profissionais da educação. A cada página aberta serão agregadas informações sobre a unidade de ensino, a diretoria regional de educação, a quantidade de estudantes matriculados imunizados com a primeira ou segunda dose da vacina contra a covid-19, bem como outros dados. O acesso para a ferramenta será por meio da equipe do Programa Saúde na Escola na Seduc (PSE).

 

Notícia
/ Notícias / educacao_cultura_esportes

Secretaria de Estado da Educação recomenda uso de máscaras e reforço na biossegurança escolar
As recomendações estão pautadas pelo “Alerta Epidemiológico e Recomendações” publicado pela SES
Quarta-Feira, 23 de Novembro de 2022

Com o aumento dos casos positivos de Covid-19 em todo o país, a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura recomenda que os alunos, professores e servidores voltem a usar máscaras no ambiente escolar, nos espaços administrativos, principalmente, em ambientes fechados.  A Seduc também orienta que os integrantes do Magistério e os alunos cumpram o ciclo vacinal, e que as escolas voltem a atualizar, semanalmente, o painel Escola mais Segura, ferramenta instituída para a notificação de casos e acompanhamento dos protocolos nas escolas estaduais.

As recomendações estão pautadas no “Alerta Epidemiológico e Recomendações” publicado nesta terça-feira, 22, pela Secretaria de Estado da Saúde e pela Vigilância Epidemiológica de Sergipe. 

A publicação também destaca que os gestores orientem sobre a realização de campanhas e atividades voltadas para o aumento das coberturas vacinais. “Ainda esta semana será expedido para as escolas públicas estaduais um informe orientando os diretores e gestores escolares sobre a biossegurança no ambiente escolar”, destaca Lívia Amorim, técnica do Programa de Saúde na Escola na Seduc.

Com o aumento da circulação de novas variantes e subvariantes do vírus causador da covid-19 e o potencial aumento da transmissibilidade é fundamental o aumento das coberturas vacinais, principalmente das doses de reforço. As escolas devem ficar atentas e estimular o completo ciclo vacinal.

A lavagem das mãos com água e sabão ou higienização com álcool a 70% de forma frequente, principalmente ao frequentar locais com circulação de pessoas, também deve ser reforçada nesse período de maior transmissibilidade e devem ser evitadas aglomerações.

 Escola Segura

Junto aos protocolos de biossegurança, a Seduc também orienta os gestores escolares a preencherem o Painel Escola Segura, semanalmente, por meio de formulário eletrônico, mesmo sem o surgimento de algum caso suspeito ou confirmado. Uma vez realizado o diagnóstico, serão apresentados planos de ação adequados com a situação observada na escola. O acesso para a ferramenta será por meio da equipe do Programa Saúde na Escola na Seduc (PSE), em comunicação pelo email: pse.seduc.se@gmail.com.

A notificação de casos suspeitos ou confirmados é importante para garantir as escolas abertas e a segurança dos estudantes e profissionais da educação. A cada página aberta serão agregadas informações sobre a unidade de ensino, a diretoria regional de educação, a quantidade de estudantes matriculados imunizados com a primeira ou segunda dose da vacina contra a covid-19, bem como outros dados. O acesso para a ferramenta será por meio da equipe do Programa Saúde na Escola na Seduc (PSE).