Inicio / Notícias / educacao_cultura_esportes
Notícia
Professores intercambistas chegam a Aracaju após participarem de imersão nos EUA
O intercâmbio nos Estados Unidos para professores de inglês é uma oportunidade de trazer mais vivência cultural e experiência para os alunos
Terça-Feira, 13 de Agosto de 2019

Seis professores da Rede Estadual retornaram do intercâmbio Fullbright do Programa de Desenvolvimento Profissional para Professores de Língua Inglesa (PDPI), realizado em parceria com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Os professores Américo Nascimento (Colégio Estadual Amélia Lima Machado), Breyne Castro (Escola Estadual Rodrigues Dória), Cristiani Diniz (Centro de Excelência Prof. Hamilton Alves Rocha), Felipe Malafaia (Escola Estadual Joaquim Vieira Sobral e Escola Estadual Prof. Benedito Oliveira), Rubnigna de Oliveira (Colégio Estadual Juvêncio de Brito) e Vanessa Martins (CAIC Ministro Geraldo Barreto Sobral) tiveram uma vivência de seis semanas nos Estados Unidos nas instituições de Michigan State University Iowa State University. Eles retornaram na última sexta-feira, 9.

Os cursos realizados pelos docentes promovem o desenvolvimento profissional dos professores que lecionam língua inglesa. Eles participaram de uma imersão no cotidiano do país. A formação busca o fortalecimento de quatro habilidades: compreensão, fala, leitura e escrita em inglês, com o intuito principal de ampliar as capacidades de contextualização histórica e cultural do ensino do idioma, além do compartilhamento de metodologias de ensino entre eles.

O intercâmbio nos Estados Unidos para professores de inglês é uma oportunidade de trazer mais vivência cultural e experiência para os alunos, como explica a professora Vanessa Martins que participou da experiência. “O intercâmbio foi de grande valia cultural, linguística e pedagógica, visto que tínhamos contato com nativos dentro e fora da Universidade, e aprimoramos nosso conhecimento para aplicar em sala de aula”, relatou.

O professor Américo Nascimento contou que está ansioso para colocar em prática as metodologias de ensino aprendidas no intercâmbio. “A experiência foi incrível, aprendi muito com os professores da Iowa State University sobre cultura americana e metodologias de ensino de língua inglesa”, ressaltou.

A professora Bleyne Catyelle conta que além do conhecimento cultural e social dos Estados Unidos, as aulas superaram suas expectativas. “As aulas foram além de minhas expectativas e posso falar pela Michigan State University, que eles se preocuparam e buscaram preparar um curso que fosse válido para a gente; que pudéssemos aproveitar e aplicar de alguma forma em nossa realidade aqui no Brasil”, destacou.

Com a participação no intercâmbio, a Rede Estadual de Ensino amplia o número de professores com possibilidade de preparar os alunos para a internacionalização do ensino.

Assessoria Internacional da Seduc

Esses intercâmbios e cursos são acompanhados e divulgados pela Assessoria Internacional da Seduc, que vê neles uma oportunidade de tornar o ensino mais qualificado e diverso, como afirma Nádia Cardoso, técnica da Assessoria Internacional da Seduc. “É uma oportunidade de termos professores que estão preparados para ensinar o inglês além do que é exigido no currículo”, afirmou.

Nádia também ressaltou a importância de a Rede Estadual contar com docentes preparados para ajudar alunos em Programas como Jovem Embaixadores. “Temos muitos programas de intercâmbio para alunos, e ter professores que possam prepará-los para esses programas é muito importante, isso melhora a autoestima e as possibilidades de trabalho no futuro”, concluiu.