Inicio / Notícias / educacao_cultura_esportes
Notícia
Professora sergipana concorre ao 'Prêmio Professor Destaque' da Febrace 2020
Educadora está entre os dez finalistas em todo o país. Projeto continua disponível no site da Febrace 2020
Quarta-Feira, 25 de Março de 2020

Natural do município de Nossa Senhora da Glória, a professora Lark Soany Santos, licenciada em Química, está entre os 10 finalistas do 'Prêmio Professor Destaque' da 18ª Feira Brasileira Ciência e Engenharia (Febrace), promovida pela Universidade de São Paulo (USP). Com o tema: Relatos de experiências práticas de professores que desenvolvem pesquisa na educação básica, a iniciativa tem como finalidade reconhecer os esforços do professor na orientação e acompanhamento de estudantes realizando projetos de pesquisa em ciências ou de engenharia.

Motivando seus alunos com a iniciação científica, a professora sergipana é uma das muitas educadoras que buscam ressignificar as metodologias de ensino no ambiente escolar. No Colégio Estadual Dom Juvêncio de Britto, unidade que oferta o ensino médio em tempo integral, em Canindé de São Francisco, Lark Soany levou para a sala de aula experiências que trabalhassem as potencialidades do bioma Caatinga, bem como cadeias produtivas da região. Como resultado desse engajamento, em 2019, os projetos orientados por ela se destacaram em feiras de Ciência e consquistou credenciais para participar de eventos nacionais e internacionais. 

“Desde que conheci o Prêmio, o vi como uma grande oportunidade de divulgar o trabalho que é feito por nós aqui no Colégio Estadual Dom Juvêncio de Britto. Estamos conseguindo fazer um trabalho de destaque. Então essa era é a hora de levar a "Nossa História" para o Brasil, já  que a Febrace é um evento a nível nacional. E o Prêmio tem exatamente essa missão: divulgar o trabalho que vem sendo feito pelos professores”, disse Lark Soany.

Ainda de acordo com ela, a emoção  de ter sido selecionada foi indescritível. "Quase não  acreditei que tinha conseguido. Fiquei muito emocionada e mais ainda depois das várias  mensagens recebidas, nas quais os alunos relatavam que de fato estavam se enxergando ali. A comunidade escolar ficou muito feliz, afinal a nossa história  estava entre as 10 melhores. Ter sido selecionada como finalista já foi um grande prêmio”, complementou.

A professora do alto sertão de Sergipe passou por uma minuciosa seleção que levou em consideração uma série critérios. Para validar a inscrição, o candidato teria que produzir um vídeo de apresentação com duração de 1 a 5 minutos, dizendo como e porquê orienta seus alunos em projetos de iniciação científica. Postar o vídeo no YouTube e informar o link no formulário de inscrição disponível no site do evento. No dia 23, todos os professores finalistas apresentaram suas histórias. “Foi um momento maravilhoso, de um experiência única, mesmo não estado juntos fisicamente por conta do momento que estamos enfrentando, nada tirou a beleza das apresentações, foi muito bom conhecer as histórias dos colegas e compartilhar a nossa” declarou, que aguarda o resultado que será divulgado no dia 4 de abril.

Projetos

Durante a Febrace, projetos de várias vertentes científicas estão sendo expostos em uma plataforma virtual. Sob orientação da professora Lark Soany, a pesquisa Black White: adaptando-se ao sertão, é uma dessas iniciativas que se destacam na feira. “Precisamos acreditar em uma educação transformadora, em uma educação capaz de transformar pessoas, para que assim possam transformar o mundo. Depois de ouvir tantos depoimentos lindos ontem, só consigo dizer que estamos no caminho certo, não podemos desistir. Somos o menor o estado da federação, e  devargazinho estamos conseguindo cada vez ir mais longe. Ontem pude não só representar o Dom Juvêncio, mas estava representando o meu Sergipe”, concluiu.

Confira a lista dos finalistas do ´Prêmio Professor Destaque - Febrace 2020:https://febrace.org.br/professor-destaque/2020/#.XnpIbyVv-aP

 

Notícia
/ Notícias / educacao_cultura_esportes

Professora sergipana concorre ao 'Prêmio Professor Destaque' da Febrace 2020
Educadora está entre os dez finalistas em todo o país. Projeto continua disponível no site da Febrace 2020
Quarta-Feira, 25 de Março de 2020

Natural do município de Nossa Senhora da Glória, a professora Lark Soany Santos, licenciada em Química, está entre os 10 finalistas do 'Prêmio Professor Destaque' da 18ª Feira Brasileira Ciência e Engenharia (Febrace), promovida pela Universidade de São Paulo (USP). Com o tema: Relatos de experiências práticas de professores que desenvolvem pesquisa na educação básica, a iniciativa tem como finalidade reconhecer os esforços do professor na orientação e acompanhamento de estudantes realizando projetos de pesquisa em ciências ou de engenharia.

Motivando seus alunos com a iniciação científica, a professora sergipana é uma das muitas educadoras que buscam ressignificar as metodologias de ensino no ambiente escolar. No Colégio Estadual Dom Juvêncio de Britto, unidade que oferta o ensino médio em tempo integral, em Canindé de São Francisco, Lark Soany levou para a sala de aula experiências que trabalhassem as potencialidades do bioma Caatinga, bem como cadeias produtivas da região. Como resultado desse engajamento, em 2019, os projetos orientados por ela se destacaram em feiras de Ciência e consquistou credenciais para participar de eventos nacionais e internacionais. 

“Desde que conheci o Prêmio, o vi como uma grande oportunidade de divulgar o trabalho que é feito por nós aqui no Colégio Estadual Dom Juvêncio de Britto. Estamos conseguindo fazer um trabalho de destaque. Então essa era é a hora de levar a "Nossa História" para o Brasil, já  que a Febrace é um evento a nível nacional. E o Prêmio tem exatamente essa missão: divulgar o trabalho que vem sendo feito pelos professores”, disse Lark Soany.

Ainda de acordo com ela, a emoção  de ter sido selecionada foi indescritível. "Quase não  acreditei que tinha conseguido. Fiquei muito emocionada e mais ainda depois das várias  mensagens recebidas, nas quais os alunos relatavam que de fato estavam se enxergando ali. A comunidade escolar ficou muito feliz, afinal a nossa história  estava entre as 10 melhores. Ter sido selecionada como finalista já foi um grande prêmio”, complementou.

A professora do alto sertão de Sergipe passou por uma minuciosa seleção que levou em consideração uma série critérios. Para validar a inscrição, o candidato teria que produzir um vídeo de apresentação com duração de 1 a 5 minutos, dizendo como e porquê orienta seus alunos em projetos de iniciação científica. Postar o vídeo no YouTube e informar o link no formulário de inscrição disponível no site do evento. No dia 23, todos os professores finalistas apresentaram suas histórias. “Foi um momento maravilhoso, de um experiência única, mesmo não estado juntos fisicamente por conta do momento que estamos enfrentando, nada tirou a beleza das apresentações, foi muito bom conhecer as histórias dos colegas e compartilhar a nossa” declarou, que aguarda o resultado que será divulgado no dia 4 de abril.

Projetos

Durante a Febrace, projetos de várias vertentes científicas estão sendo expostos em uma plataforma virtual. Sob orientação da professora Lark Soany, a pesquisa Black White: adaptando-se ao sertão, é uma dessas iniciativas que se destacam na feira. “Precisamos acreditar em uma educação transformadora, em uma educação capaz de transformar pessoas, para que assim possam transformar o mundo. Depois de ouvir tantos depoimentos lindos ontem, só consigo dizer que estamos no caminho certo, não podemos desistir. Somos o menor o estado da federação, e  devargazinho estamos conseguindo cada vez ir mais longe. Ontem pude não só representar o Dom Juvêncio, mas estava representando o meu Sergipe”, concluiu.

Confira a lista dos finalistas do ´Prêmio Professor Destaque - Febrace 2020:https://febrace.org.br/professor-destaque/2020/#.XnpIbyVv-aP