Inicio / Notícias / educacao_cultura_esportes
Notícia
Encontro Regional da Juventude promove debate sobre Empreendedorismo Social no Centro-Sul sergipano
O encontro teve como objetivo contribuir para a implementação de uma política voltada para o público juvenil com a finalidade de promover espaço de reflexão acerca do protagonismo juvenil
Quarta-Feira, 04 de Setembro de 2019

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), por meio da Diretoria Regional de Educação (DRE 2), sediada em Lagarto, realizou nesta quarta-feira, 4, o Encontro Regional da Juventude. O evento aconteceu no auditório da Faculdade AGES, no município de Lagarto, e contou com a presença de cerca de 280 estudantes das sete cidades circunscritas à Regional 2. O encontro teve como objetivo contribuir para a implementação de uma política voltada para o público juvenil com a finalidade de promover espaço de reflexão acerca do protagonismo juvenil, tendo em vista o empreendedorismo social dos estudantes no âmbito escolar.

 

O tema principal do evento foi “Empreendedorismo Social e Protagonismo”, debatido com os alunos por meio de palestras, oficinas e compartilhamento de experiências. De acordo com a diretora da DRE 2, Daniela Santos Silva, os jovens levarão as propostas do encontro para as suas escolas e terão um tempo de aproximadamente dois meses para executá-las. Ao término do ano, eles apresentarão as ações exitosas.

 

“Nosso objetivo é desenvolver a cultura do protagonismo dentro da escola para que, futuramente, os estudantes possam ser vistos como pessoas capazes de solucionar problemas. Além disso, o empreendedorismo social é uma temática muito importante no momento, e buscamos desenvolver no estudante a inovação, o uso da tecnologia, da criatividade e da cooperação, além do trabalho em equipe”, explicou Daniela Silva.

 

A diretora do Departamento de Apoio ao Sistema Educacional (Dase), Eliane Passos, representou o superintendente executivo da Seduc, José Ricardo de Santana. Para ela, levar essa temática aos jovens é de grande importância. “As escolas precisam dialogar com os problemas que a sociedade vive. O protagonismo e o empreendedorismo social objetivam despertar no estudante o aprofundamento sobre essas questões que afetam o cotidiano deles, para que possam promover a mudança. Despertar neles esse sentimento é um dos papéis da escola, e a Seduc, neste momento, está muito empenhada nessa linha de trabalho”, afirmou.

 

Protagonismo e empreendedorismo social

 

Os participantes do Encontro Regional da Juventude da DRE 2 destacaram que o protagonismo e o empreendedorismo social são duas áreas necessárias para a vida dos jovens. Foi o caso de Vinícius Martins, que estuda no 2º ano do Centro de Excelência Dr. Milton Dortas, em Simão Dias. “O empreendedorismo social se refere a trabalhos realizados por pessoas que tentam encontrar formas inovadoras de resolver os problemas para ajudar a sociedade. Em nosso colégio, por exemplo, havia muito desperdício de comida no almoço, então uma turma de protagonistas pesou esses alimentos e passou a sensibilizar outros alunos para que pudessem diminuir o desperdício. Foi um ato que ajudou nossa vida acadêmica e nossa vida em sociedade”, disse.

 

A programação do evento contou com uma palestra ministrada por Jociela Morais, assessora da Frente de Gestão do Núcleo Gestor de Escolas em Tempo Integral (NGETI). “O foco da palestra é fazer com que o estudante enxergue o quanto ele é protagonista e o quanto a escola precisa ser um espaço para ele protagonizar. Mas ele precisa ser também protagonista da sua vida, dos seus sonhos, correr atrás, influenciar os outros e serem influenciados por coisas boas”, declarou.

 

O diretor da DRE 1, Franz Russemberg, esteve presente buscando inspiração para levar à sua DRE uma ação semelhante. “O encontro de hoje marca o olhar da gestão apurada e profissional que está sendo realizada pela DRE 2. O estudante como protagonista na escola, na sociedade e na família. A participação dos alunos, professores e gestores em busca do mesmo objetivo, que é o desenvolvimento social da nossa região. A DRE 1 apoia a ideia e nós estamos trabalhando para estender a ação aos nossos estudantes”, disse.

 

Quem elogiou as temáticas foi a aluna Kemmilly Thayssa, também do Milton Dortas. “O empreendedorismo nos prepara para a vida acadêmica e também para a sociedade em geral. De certa forma vai influenciar em nosso projeto de vida, que é o nosso sonho, aquilo que a gente almeja alcançar”, afirmou. A mesma opinião foi compartilhada por sua colega, Lívia Conceição Santos. “É importante pensar no empreendedorismo dos jovens na escola, não pensando apenas em vestibular ou Enem, mas trazendo o jovem a pensar que ele pode ser protagonista do seu futuro e empreender também”, disse.

 

Aluno Matheus Xavier dos Santos, do Colégio Estadual Deputado Joaldo Vieira Barbosa, em Salgado, assistiu atentamente a cada palestra e oficina do encontro. “Nós, jovens, temos que conhecer melhor o empreendedorismo e o protagonismo, porque futuramente estaremos utilizando isso em todas as áreas. Temos que nos engajar nesses assuntos para podermos fazer um mundo melhor”, afirmou.

 

Sua colega Brenda Kíria Pereira Santos também é uma adepta do empreendedorismo e disse que “é importante a gente conhecer esses assuntos que abrangem conhecimentos acerca do mercado de trabalho, para que futuramente estejamos dispostos e preparados para determinados desafios que nos serão exigidos. Hoje viemos para ter uma base do que é o empreendedorismo e a sua importância para nossas vidas”.

 

Atividades

 

O Encontro Regional da Juventude da DRE 2 contou com atividades durante a manhã e a tarde. A primeira palestra foi ministrada pela diretora dessa Regional, Daniela Silva, que falou sobre “Identidade, Pertencimento e Empreendedorismo Social”. Logo em seguida foi a vez da assessora da Frente de Gestão do NGETI, Jociela Morais, que falou sobre Protagonismo Juvenil.

 

Em seguida foram proferidos relatos de experiências exitosas sobre protagonismo e projeto de vida e painel com grêmios estudantis. Foi realizada ainda apresentação das ações da Coordenadoria Especial de Juventude (Cejuv/Seduc), com o coordenador Fredson Santana. Houve ainda um painel com movimentos estudantis e mesa-redonda com debates sobre as temáticas do evento.