Inicio / Notícias / desenvolvimento
Notícia
Sergipe participa do VIII Encontro Nacional de Formação do Programa Água Doce em Natal
O encontro teve como tema o papel dos estados, municípios e comunidades na gestão compartilhada dos sistemas de dessalinização com foco na saúde e educação
Terça-Feira, 03 de Dezembro de 2019

Técnicos da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), por meio da Superintendência Especial de Recursos Hídricos e Meio Ambiente (Serhma), participaram do VIII Encontro Nacional de Formação do Programa Água Doce (PAD), em Natal, Rio Grande do Norte. No encontro foi discutido o papel dos estados, municípios e comunidades na gestão compartilhada dos sistemas de dessalinização com foco na saúde e educação.

No evento, estiveram reunidos os 10 estados que compõem o Programa Água Doce em âmbito nacional com as suas respectivas delegações, mais de 1.500 pessoas, entre governadores, prefeitos, secretários de Estados e municípios, e outros órgãos. O presidente Mundial da Associação de Dessalinização e o da América Latina também participou do encontro. Os participantes tiveram a oportunidade de trocar informações e experiências com palestras e oficinas ligadas a dessalinização e monitoramento de sistemas do Programa, transporte e armazenamento de água nas residências, bem como, as vivências e experiências nas ações do projeto.

A delegação de Sergipe foi composta por 30 pessoas. Sendo nove técnicos, quatro secretários municipais de Meio Ambiente e Agricultura e 18 beneficiários (operadores e gestores do sistema). O coordenador estadual do PAD, Marcos Cezar, apresentou a execução do convênio em Sergipe e a proposta do novo convênio para 2020 a 2029. No próximo plano, que passa a vigorar a partir de 2020, pretende-se implantar mais 55 sistemas.

Segundo Marcos Cezar, a parceria entre o poder público municipal com o Estado e União faz com que a metodologia do PAD seja fortalecida, melhorando, mais ainda, a gestão de abastecimento hídrico em Sergipe. "O tema da gestão compartilhada é essencial no processo da Água Doce, que é um programa que precisa que todas as partes cumpram seu processo para ser executado. Durante o encontro, foi tratada a importância da gestão e principalmente o acompanhamento do acesso à água de qualidade principalmente no âmbito da saúde e educação, onde essa água deve ser acessível de forma geral a todos os beneficiários", esclarece.

O Programa Água Doce visa estabelecer uma política pública permanente de acesso à água de boa qualidade para o consumo humano, promovendo e disciplinando a implantação, recuperação e gestão de sistemas de dessalinização ambiental e socialmente sustentáveis e para atender, prioritariamente, às populações de baixa renda, residentes em localidades rurais do semiárido. Foram beneficiados pelo PAD, até o momento, 9 municípios sergipanos e 33 comunidades. Os municípios são Canindé de São Francisco, Monte Alegre, Poço Redondo, Carira, Nossa Senhora da Gloria, Tobias Barreto, Porto da Folha, Simão Dias e Poço Verde.

Notícia
/ Notícias / desenvolvimento

Sergipe participa do VIII Encontro Nacional de Formação do Programa Água Doce em Natal
O encontro teve como tema o papel dos estados, municípios e comunidades na gestão compartilhada dos sistemas de dessalinização com foco na saúde e educação
Terça-Feira, 03 de Dezembro de 2019

Técnicos da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), por meio da Superintendência Especial de Recursos Hídricos e Meio Ambiente (Serhma), participaram do VIII Encontro Nacional de Formação do Programa Água Doce (PAD), em Natal, Rio Grande do Norte. No encontro foi discutido o papel dos estados, municípios e comunidades na gestão compartilhada dos sistemas de dessalinização com foco na saúde e educação.

No evento, estiveram reunidos os 10 estados que compõem o Programa Água Doce em âmbito nacional com as suas respectivas delegações, mais de 1.500 pessoas, entre governadores, prefeitos, secretários de Estados e municípios, e outros órgãos. O presidente Mundial da Associação de Dessalinização e o da América Latina também participou do encontro. Os participantes tiveram a oportunidade de trocar informações e experiências com palestras e oficinas ligadas a dessalinização e monitoramento de sistemas do Programa, transporte e armazenamento de água nas residências, bem como, as vivências e experiências nas ações do projeto.

A delegação de Sergipe foi composta por 30 pessoas. Sendo nove técnicos, quatro secretários municipais de Meio Ambiente e Agricultura e 18 beneficiários (operadores e gestores do sistema). O coordenador estadual do PAD, Marcos Cezar, apresentou a execução do convênio em Sergipe e a proposta do novo convênio para 2020 a 2029. No próximo plano, que passa a vigorar a partir de 2020, pretende-se implantar mais 55 sistemas.

Segundo Marcos Cezar, a parceria entre o poder público municipal com o Estado e União faz com que a metodologia do PAD seja fortalecida, melhorando, mais ainda, a gestão de abastecimento hídrico em Sergipe. "O tema da gestão compartilhada é essencial no processo da Água Doce, que é um programa que precisa que todas as partes cumpram seu processo para ser executado. Durante o encontro, foi tratada a importância da gestão e principalmente o acompanhamento do acesso à água de qualidade principalmente no âmbito da saúde e educação, onde essa água deve ser acessível de forma geral a todos os beneficiários", esclarece.

O Programa Água Doce visa estabelecer uma política pública permanente de acesso à água de boa qualidade para o consumo humano, promovendo e disciplinando a implantação, recuperação e gestão de sistemas de dessalinização ambiental e socialmente sustentáveis e para atender, prioritariamente, às populações de baixa renda, residentes em localidades rurais do semiárido. Foram beneficiados pelo PAD, até o momento, 9 municípios sergipanos e 33 comunidades. Os municípios são Canindé de São Francisco, Monte Alegre, Poço Redondo, Carira, Nossa Senhora da Gloria, Tobias Barreto, Porto da Folha, Simão Dias e Poço Verde.