Inicio / Notícias / desenvolvimento
Notícia
Ponte sobre o Rio Japaratuba, em Pirambu, é liberada nas duas vias
Tráfego fica permitido nos dois sentidos apenas para veículos de até 10 toneladas
Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020

O Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs) e do Departamento Estadual de Infraestrutura Rodoviária de Sergipe (DER) liberou no final da manhã da sexta-feira (21), o tráfego das duas vias na ponte sobre o Rio Japaratuba, na Rodovia SE 100, entre os municípios de Barra dos Coqueiros e Pirambu, no Litoral Norte do Estado.

Interditada desde o dia 22 de novembro de 2019 para a recuperação estrutural dos pilares centrais, que apresentavam sérios problemas nas ferragens, e que necessitou dos serviços de escoramento para a execução dos trabalhos, a ponte foi liberada parcialmente em 18 de janeiro no sistema 'pare e siga', para o tráfego de veículos de peso médio com até 10 toneladas (carros de passeio, utilitários e micro-ônibus).

De acordo com o Secretário Estadual do Desenvolvimento Urbano, Ubirajara Barreto, a liberação só foi possível graças ao bom andamento dos serviços. "Na última semana fizemos uma visita técnica, executamos algumas determinações elencadas pela construtora e, após a constatação de que os resultados dos serviços corresponderam às exigências feitas, estamos liberando a ponte nos dois sentidos para o tráfego de veículos, porém, com restrição no peso", explica.

O secretário diz ainda que até o final dos trabalhos de recuperação da ponte, o tráfego para veículos de grande porte continua proibido. "Ressaltamos que o tráfego de ônibus, caminhões, caçambas, carretas e demais veículos acima de 10 toneladas ainda não é permitido. Instalamos placas indicativas advertindo aos condutores desta proibição, ficando sobre estes, a total responsabilidade sobre a estrutura da ponte e a segurança das pessoas, sendo que, caso a infração venha ocorrer, o condutor será passível de multa, terá sete pontos a menos na carteira de habilitação, além de responder judicialmente", enfatiza.

Notícia
/ Notícias / desenvolvimento

Ponte sobre o Rio Japaratuba, em Pirambu, é liberada nas duas vias
Tráfego fica permitido nos dois sentidos apenas para veículos de até 10 toneladas
Sexta-Feira, 21 de Fevereiro de 2020

O Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs) e do Departamento Estadual de Infraestrutura Rodoviária de Sergipe (DER) liberou no final da manhã da sexta-feira (21), o tráfego das duas vias na ponte sobre o Rio Japaratuba, na Rodovia SE 100, entre os municípios de Barra dos Coqueiros e Pirambu, no Litoral Norte do Estado.

Interditada desde o dia 22 de novembro de 2019 para a recuperação estrutural dos pilares centrais, que apresentavam sérios problemas nas ferragens, e que necessitou dos serviços de escoramento para a execução dos trabalhos, a ponte foi liberada parcialmente em 18 de janeiro no sistema 'pare e siga', para o tráfego de veículos de peso médio com até 10 toneladas (carros de passeio, utilitários e micro-ônibus).

De acordo com o Secretário Estadual do Desenvolvimento Urbano, Ubirajara Barreto, a liberação só foi possível graças ao bom andamento dos serviços. "Na última semana fizemos uma visita técnica, executamos algumas determinações elencadas pela construtora e, após a constatação de que os resultados dos serviços corresponderam às exigências feitas, estamos liberando a ponte nos dois sentidos para o tráfego de veículos, porém, com restrição no peso", explica.

O secretário diz ainda que até o final dos trabalhos de recuperação da ponte, o tráfego para veículos de grande porte continua proibido. "Ressaltamos que o tráfego de ônibus, caminhões, caçambas, carretas e demais veículos acima de 10 toneladas ainda não é permitido. Instalamos placas indicativas advertindo aos condutores desta proibição, ficando sobre estes, a total responsabilidade sobre a estrutura da ponte e a segurança das pessoas, sendo que, caso a infração venha ocorrer, o condutor será passível de multa, terá sete pontos a menos na carteira de habilitação, além de responder judicialmente", enfatiza.