Inicio / Notícias / desenvolvimento
Notícia
Emdagro intensifica os cuidados na cadeia produtiva da suinocultura
Serão 180 propriedades de 48 municípios que receberão a visita de técnicos para coleta sorológica e vigilância clínica
Sexta-Feira, 13 de Maio de 2022

A Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) vem implantando em todo o Estado as ações do Plano Integrado de Vigilância de Doenças dos Suínos, que tem como objetivo, além de garantir a manutenção do status internacional de zona livre, fortalecer a capacidade de detecção precoce e o atendimento imediato e preciso de casos de doenças que impactam economicamente a produção de suínos em Sergipe. Ao longo dos meses de maio e junho, a equipe de defesa animal da empresa realizará vigilâncias clínicas e sorológicas em estabelecimentos de criação de suínos.

Ao todo 180 propriedades, distribuídas em 48 municípios, estão dentro do plano. Desse total, 115 serão submetidas à vigilância sorológica e 65 à vigilância clínica. Estima-se que, ao final da ação em junho, a equipe técnica da Emdagro tenha colhido, aproximadamente, 1.855 amostras que serão analisadas pelo laboratório oficial do Estado, de acordo com o delineamento das ações previamente definido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

“Durante esse trabalho, estão sendo sanadas as eventuais dúvidas do criador e repassadas orientações sobre a importância da comunicação imediata de qualquer caso suspeito das doenças de notificação a Emdagro”, frisou a Diretora de Defesa Animal e Vegetal da Emdagro Aparecida Andrade.

Segundo o plano, as informações e resultados fornecidos nas vigilâncias e relatórios gerados com os dados obtidos serão utilizados para “ativar o sistema de resposta rápida para uma possível introdução das doenças, adequar as capacidades de resposta diante de alterações de fatores de risco, apoiar as certificações e negociações comerciais que incluem a comprovação da condição de livre das doenças, gerando, assim, ganho não só ao Serviço da Emdagro, mas aos produtores, à economia do Estado e à sociedade como um todo”, comentou a diretora.

“A Emdagro segue focada no compromisso em manter e melhorar a vigilância animal no Estado, garantindo, dessa forma, o fortalecimento da agropecuária em Sergipe”, completou Aparecida.

Notícia
/ Notícias / desenvolvimento

Emdagro intensifica os cuidados na cadeia produtiva da suinocultura
Serão 180 propriedades de 48 municípios que receberão a visita de técnicos para coleta sorológica e vigilância clínica
Sexta-Feira, 13 de Maio de 2022

A Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) vem implantando em todo o Estado as ações do Plano Integrado de Vigilância de Doenças dos Suínos, que tem como objetivo, além de garantir a manutenção do status internacional de zona livre, fortalecer a capacidade de detecção precoce e o atendimento imediato e preciso de casos de doenças que impactam economicamente a produção de suínos em Sergipe. Ao longo dos meses de maio e junho, a equipe de defesa animal da empresa realizará vigilâncias clínicas e sorológicas em estabelecimentos de criação de suínos.

Ao todo 180 propriedades, distribuídas em 48 municípios, estão dentro do plano. Desse total, 115 serão submetidas à vigilância sorológica e 65 à vigilância clínica. Estima-se que, ao final da ação em junho, a equipe técnica da Emdagro tenha colhido, aproximadamente, 1.855 amostras que serão analisadas pelo laboratório oficial do Estado, de acordo com o delineamento das ações previamente definido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

“Durante esse trabalho, estão sendo sanadas as eventuais dúvidas do criador e repassadas orientações sobre a importância da comunicação imediata de qualquer caso suspeito das doenças de notificação a Emdagro”, frisou a Diretora de Defesa Animal e Vegetal da Emdagro Aparecida Andrade.

Segundo o plano, as informações e resultados fornecidos nas vigilâncias e relatórios gerados com os dados obtidos serão utilizados para “ativar o sistema de resposta rápida para uma possível introdução das doenças, adequar as capacidades de resposta diante de alterações de fatores de risco, apoiar as certificações e negociações comerciais que incluem a comprovação da condição de livre das doenças, gerando, assim, ganho não só ao Serviço da Emdagro, mas aos produtores, à economia do Estado e à sociedade como um todo”, comentou a diretora.

“A Emdagro segue focada no compromisso em manter e melhorar a vigilância animal no Estado, garantindo, dessa forma, o fortalecimento da agropecuária em Sergipe”, completou Aparecida.