Inicio / Notícias / desenvolvimento
Notícia
Deso e SergipeTec vão desenvolver mudas para recuperação de nascentes e matas ciliares
Uma parceria entre Deso e SergipeTec para desenvolver mudas, visa a revitalização de matas ciliares, nascentes ou córregos d’água de áreas em todo o Estado para a preservação do meio ambiente.
Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020

Em busca de novas parcerias para a realização de projetos de grande relevância para a sociedade e meio ambiente, a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) visitou o Sergipe Parque Tecnológico(SergipeTec), com o intuito de firmar parceria no desenvolvimento de mudas específicas para áreas de recuperação de nascentes e de matas ciliares.

De acordo com o diretor de Meio Ambiente e Expansão da Deso, Gabriel Almeida Campos, o SergipeTec tem uma capacidade produtiva grande, além de apresentar tecnologia na produção de mudas de diferentes espécies, tanto nativas quanto exóticas, que faz toda a diferença. “A finalidade é firmarmos uma parceria produtiva, seja em projetos de revitalização de matas ciliares, nascentes ou córregos d’água, seja na consolidação dos projetos que já estão em curso, como o Saneamento Expresso e o trabalho institucional que a Companhia faz, perante as prefeituras e outros órgãos em diversos municípios do estado”, explica.

São profissionais altamente capacitados, que podem disponibilizar mudas rustificadas, aquelas que já são adaptadas a estiagens, possibilitando ainda mais o desenvolvimento delas e aumentando o índice de aproveitamento. A próxima etapa é verificar a modalidade de contrato que poderia ser firmada. O gerente Socioambiental, Mário Leo Rodrigues, relatou que a visita amplia as possibilidades que a Deso busca diante da realização dos projetos. “A visita ao Sergipe Parque Tecnológico foi de extrema importância e uma grande oportunidade para troca de conhecimentos. No Laboratório de Biotecnologia e a Biofábrica foi possível observar a potencialidade que o SergipeTec tem em ampliar as suas ações quanto a contribuição na transformação do meio ambiente”, ressaltou.

SergipeTec

O SergipeTec, através da Biofábrica, atua na produção e no desenvolvimento de pesquisas relacionadas à produção vegetal, direcionadas ao melhoramento genético para obtenção de plantas de alta qualidade fina. Essa área, da Biotecnologia, é uma das mais promissoras para a agricultura brasileira, por aproximar pesquisa científica de ponta, utilizando a tecnologia para otimizar os processos biológicos.

O presidente do SergipeTec, Brenno Barreto, relatou que a contribuição através da produção de mudas, atenderá às necessidades de ambas as instituições. “A nossa proposta é contribuir com a Deso, através da disponibilização de mudas produzidas em nossa Biofábrica, com o Programa Ambiental da Deso, que visa restaurar nascentes e matas ciliares das áreas atendidas pela instituição em todo o Estado. Agora, é desenhar um modelo adequado de contrato, atendendo às necessidades de ambas as instituições”, ressaltou.

O engenheiro florestal e coordenador da Biofábrica, Ronaldo Fernandes, explicou quais os tipos de trabalhos desenvolvidos pelo SergipeTec, na área da Biotecnologia. “A ideia desse encontro foi explicar à equipe da Deso como funciona a Biofábrica de forma prática, desde a parte laboratorial, passando pela estufa até o telado. Trabalhamos com a pesquisa, produção [in vitro] e tratamento de mudas, como o abacaxi, bananeira, cana de açúcar, palma forrageira e mais de 50 espécies nativas, além do melhoramento do potencial apícola”, concluiu.

Notícia
/ Notícias / desenvolvimento

Deso e SergipeTec vão desenvolver mudas para recuperação de nascentes e matas ciliares
Uma parceria entre Deso e SergipeTec para desenvolver mudas, visa a revitalização de matas ciliares, nascentes ou córregos d’água de áreas em todo o Estado para a preservação do meio ambiente.
Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020

Em busca de novas parcerias para a realização de projetos de grande relevância para a sociedade e meio ambiente, a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) visitou o Sergipe Parque Tecnológico(SergipeTec), com o intuito de firmar parceria no desenvolvimento de mudas específicas para áreas de recuperação de nascentes e de matas ciliares.

De acordo com o diretor de Meio Ambiente e Expansão da Deso, Gabriel Almeida Campos, o SergipeTec tem uma capacidade produtiva grande, além de apresentar tecnologia na produção de mudas de diferentes espécies, tanto nativas quanto exóticas, que faz toda a diferença. “A finalidade é firmarmos uma parceria produtiva, seja em projetos de revitalização de matas ciliares, nascentes ou córregos d’água, seja na consolidação dos projetos que já estão em curso, como o Saneamento Expresso e o trabalho institucional que a Companhia faz, perante as prefeituras e outros órgãos em diversos municípios do estado”, explica.

São profissionais altamente capacitados, que podem disponibilizar mudas rustificadas, aquelas que já são adaptadas a estiagens, possibilitando ainda mais o desenvolvimento delas e aumentando o índice de aproveitamento. A próxima etapa é verificar a modalidade de contrato que poderia ser firmada. O gerente Socioambiental, Mário Leo Rodrigues, relatou que a visita amplia as possibilidades que a Deso busca diante da realização dos projetos. “A visita ao Sergipe Parque Tecnológico foi de extrema importância e uma grande oportunidade para troca de conhecimentos. No Laboratório de Biotecnologia e a Biofábrica foi possível observar a potencialidade que o SergipeTec tem em ampliar as suas ações quanto a contribuição na transformação do meio ambiente”, ressaltou.

SergipeTec

O SergipeTec, através da Biofábrica, atua na produção e no desenvolvimento de pesquisas relacionadas à produção vegetal, direcionadas ao melhoramento genético para obtenção de plantas de alta qualidade fina. Essa área, da Biotecnologia, é uma das mais promissoras para a agricultura brasileira, por aproximar pesquisa científica de ponta, utilizando a tecnologia para otimizar os processos biológicos.

O presidente do SergipeTec, Brenno Barreto, relatou que a contribuição através da produção de mudas, atenderá às necessidades de ambas as instituições. “A nossa proposta é contribuir com a Deso, através da disponibilização de mudas produzidas em nossa Biofábrica, com o Programa Ambiental da Deso, que visa restaurar nascentes e matas ciliares das áreas atendidas pela instituição em todo o Estado. Agora, é desenhar um modelo adequado de contrato, atendendo às necessidades de ambas as instituições”, ressaltou.

O engenheiro florestal e coordenador da Biofábrica, Ronaldo Fernandes, explicou quais os tipos de trabalhos desenvolvidos pelo SergipeTec, na área da Biotecnologia. “A ideia desse encontro foi explicar à equipe da Deso como funciona a Biofábrica de forma prática, desde a parte laboratorial, passando pela estufa até o telado. Trabalhamos com a pesquisa, produção [in vitro] e tratamento de mudas, como o abacaxi, bananeira, cana de açúcar, palma forrageira e mais de 50 espécies nativas, além do melhoramento do potencial apícola”, concluiu.