Inicio / Notícias / desenvolvimento
Notícia
Cresce o número de empresas abertas em Sergipe
Relatório da Jucese aponta crescimento de 58% no primeiro quinquemestre do ano
Quinta-Feira, 10 de Junho de 2021

O balanço realizado pela Junta Comercial de Sergipe (Jucese) revelou que, mesmo o mercado sendo afetado pela pandemia, houve um aumento significativo em comparação aos primeiros meses do ano passado que não sofreram com o impacto da crise sanitária. Os dados apontam um crescimento de 58% no número de constituições de janeiro a maio deste ano, com a abertura de 2.270 novas empresas diante de 1.300 baixas.

Em maio deste ano, foram abertos 435 novos empreendimentos; uma diferença de 202 empresas abertas a mais que o mesmo período de 2020, contabilizando um aumento de 87%. É natural que este ano apresente melhores resultados, mas, levando em consideração o período antes da crise, o resultado mostra um crescimento do mercado local que segue superando o número de baixas.

O mês de maio também registrou uma elevação de 60% em alterações realizadas mostrando adaptação ao atual momento. De forma geral, o primeiro quinquemestre do ano apontou um aumento de 43% no gráfico de alterações, ou seja, 4.796 alterações foram realizadas. O saldo supera o do ano passado que fechou o mesmo período com 3.356.

Segundo o presidente da autarquia, Marco Freitas, os números demonstram como o Governo do Estado investiu para tornar o ambiente de negócios cada vez mais favorável ao empresariado sergipano. “Em decorrência das modificações do mercado, novos empreendedores surgiram e, desta forma, saíram da informalidade para abrir uma empresa em conformidade com a lei. Outros, por sua vez, estão se reinventando para manter a empresa em funcionamento”, conclui.

Notícia
/ Notícias / desenvolvimento

Cresce o número de empresas abertas em Sergipe
Relatório da Jucese aponta crescimento de 58% no primeiro quinquemestre do ano
Quinta-Feira, 10 de Junho de 2021

O balanço realizado pela Junta Comercial de Sergipe (Jucese) revelou que, mesmo o mercado sendo afetado pela pandemia, houve um aumento significativo em comparação aos primeiros meses do ano passado que não sofreram com o impacto da crise sanitária. Os dados apontam um crescimento de 58% no número de constituições de janeiro a maio deste ano, com a abertura de 2.270 novas empresas diante de 1.300 baixas.

Em maio deste ano, foram abertos 435 novos empreendimentos; uma diferença de 202 empresas abertas a mais que o mesmo período de 2020, contabilizando um aumento de 87%. É natural que este ano apresente melhores resultados, mas, levando em consideração o período antes da crise, o resultado mostra um crescimento do mercado local que segue superando o número de baixas.

O mês de maio também registrou uma elevação de 60% em alterações realizadas mostrando adaptação ao atual momento. De forma geral, o primeiro quinquemestre do ano apontou um aumento de 43% no gráfico de alterações, ou seja, 4.796 alterações foram realizadas. O saldo supera o do ano passado que fechou o mesmo período com 3.356.

Segundo o presidente da autarquia, Marco Freitas, os números demonstram como o Governo do Estado investiu para tornar o ambiente de negócios cada vez mais favorável ao empresariado sergipano. “Em decorrência das modificações do mercado, novos empreendedores surgiram e, desta forma, saíram da informalidade para abrir uma empresa em conformidade com a lei. Outros, por sua vez, estão se reinventando para manter a empresa em funcionamento”, conclui.