Inicio / Notícias / desenvolvimento
Notícia
Adema resgata animais em bairros da capital e no município de São Cristóvão
Órgão ambiental também recebeu entrega voluntária de répteis
Sexta-Feira, 14 de Janeiro de 2022

No decorrer desta semana, as equipes de fauna da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) foram solicitadas para efetuar resgates de animais em bairros da capital e, também, em São Cristóvão, no Território da Grande Aracaju.

No bairro Farolândia, Zona Sul de Aracaju, uma das equipes realizou o resgate de um saruê (Didelphis aurita) e três filhotes que se encontravam contidos em um tonel na residência de um morador. Após a avaliação clínica, constatou-se tratar de uma fêmea adulta e filhotes nascidos há pouco tempo, bastante ativos e saudáveis. Por não apresentarem nenhum problema clínico, a mãe e sua prole foram postos à soltura em área de reserva ambiental.

Na mesma região, porém, no bairro Atalaia, outra equipe foi acionada por funcionários de um supermercado para fazer o resgate de uma família de Saguis-de-tufo-branco (Callithrix jacchus) que haviam entrado nas dependências da loja. Ao chegarem no local, a equipe foi informada de que eles já haviam evadido-se da parte interna e ocupavam algumas árvores do estacionamento do estabelecimento comercial. Por se tratar de um bando e área em torno possuir vegetação, os profissionais optaram por não efetuar o resgate e passou orientações aos trabalhadores de como eles podem agir em caso de o bando retornar ao interior da loja.

Ainda na Zona Sul, os profissionais do órgão ambiental resgataram um Frango-d’água-azul (Porphyrio martinicus) que havia sido encaminhada do Parque Governador Augusto Franco (Parque da Sementeira) para uma clínica de saúde localizada no bairro Treze de Julho. Feito o resgate, os profissionais constataram que a ave aquática necessitava de cuidados específicos, tendo sido encaminhada para o Centro de Tratamento de Animais Silvestres (Cetas), localizado no Parque da Cidade, onde receberá  tratamentos específicos, e, posteriormente quando estiver apta, ser reinserida na natureza. 

No município de São Cristóvão, Território da Grande Aracaju, outra equipe da Adema foi solicitada para resgatar um gavião carijó (Rupornis magnirostris) que surgiu no pátio do Complexo Penitenciário (COPEMCAN). Feita a análise clínica, percebeu-se que a ave apresentava desidratação e dificuldade em alçar voo, devido a vestígios de graxa e falhas na estrutura de algumas penas, tendo sido encaminhada para o Cetas para reabilitação, e posteriormente ser posta à soltura em área de reserva ambiental.

Entrega voluntária

Na sede do órgão ambiental, situada no bairro 13 de Julho, foram entregues voluntariamente três jabutis (Chelonoidis carbonária). Após avaliação clínica, os animais foram encaminhados para o Cetas, onde receberão os tratamentos necessários , e, posteriormente, devolvidos ao seu habitat específico.

A Adema informa que, caso a população encontre algum animal silvestre fora do seu habitat é importante acionar as equipes especializadas do órgão para fazer o resgate ou apreensão, por meio do telefone (79) 9 9191-5535. O mesmo número também serve para agendar a entrega voluntária de animais

Notícia
/ Notícias / desenvolvimento

Adema resgata animais em bairros da capital e no município de São Cristóvão
Órgão ambiental também recebeu entrega voluntária de répteis
Sexta-Feira, 14 de Janeiro de 2022

No decorrer desta semana, as equipes de fauna da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema) foram solicitadas para efetuar resgates de animais em bairros da capital e, também, em São Cristóvão, no Território da Grande Aracaju.

No bairro Farolândia, Zona Sul de Aracaju, uma das equipes realizou o resgate de um saruê (Didelphis aurita) e três filhotes que se encontravam contidos em um tonel na residência de um morador. Após a avaliação clínica, constatou-se tratar de uma fêmea adulta e filhotes nascidos há pouco tempo, bastante ativos e saudáveis. Por não apresentarem nenhum problema clínico, a mãe e sua prole foram postos à soltura em área de reserva ambiental.

Na mesma região, porém, no bairro Atalaia, outra equipe foi acionada por funcionários de um supermercado para fazer o resgate de uma família de Saguis-de-tufo-branco (Callithrix jacchus) que haviam entrado nas dependências da loja. Ao chegarem no local, a equipe foi informada de que eles já haviam evadido-se da parte interna e ocupavam algumas árvores do estacionamento do estabelecimento comercial. Por se tratar de um bando e área em torno possuir vegetação, os profissionais optaram por não efetuar o resgate e passou orientações aos trabalhadores de como eles podem agir em caso de o bando retornar ao interior da loja.

Ainda na Zona Sul, os profissionais do órgão ambiental resgataram um Frango-d’água-azul (Porphyrio martinicus) que havia sido encaminhada do Parque Governador Augusto Franco (Parque da Sementeira) para uma clínica de saúde localizada no bairro Treze de Julho. Feito o resgate, os profissionais constataram que a ave aquática necessitava de cuidados específicos, tendo sido encaminhada para o Centro de Tratamento de Animais Silvestres (Cetas), localizado no Parque da Cidade, onde receberá  tratamentos específicos, e, posteriormente quando estiver apta, ser reinserida na natureza. 

No município de São Cristóvão, Território da Grande Aracaju, outra equipe da Adema foi solicitada para resgatar um gavião carijó (Rupornis magnirostris) que surgiu no pátio do Complexo Penitenciário (COPEMCAN). Feita a análise clínica, percebeu-se que a ave apresentava desidratação e dificuldade em alçar voo, devido a vestígios de graxa e falhas na estrutura de algumas penas, tendo sido encaminhada para o Cetas para reabilitação, e posteriormente ser posta à soltura em área de reserva ambiental.

Entrega voluntária

Na sede do órgão ambiental, situada no bairro 13 de Julho, foram entregues voluntariamente três jabutis (Chelonoidis carbonária). Após avaliação clínica, os animais foram encaminhados para o Cetas, onde receberão os tratamentos necessários , e, posteriormente, devolvidos ao seu habitat específico.

A Adema informa que, caso a população encontre algum animal silvestre fora do seu habitat é importante acionar as equipes especializadas do órgão para fazer o resgate ou apreensão, por meio do telefone (79) 9 9191-5535. O mesmo número também serve para agendar a entrega voluntária de animais