Inicio / Notícias / Seguranテァa
Notícia
Com 4 mil horas de voo, GTA completa 10 anos e se consolida como serviço essencial
Atividades suplantam o cotidiano da rotina policial, reforçam atendimento médico aéreo, de Defesa Civil e várias situações de urgência   
Segunda-Feira, 02 de Dezembro de 2019

Após dez anos e mais de 4 mil horas de voo, o Grupamento Tático Aéreo da Secretaria da Segurança Pública (GTA/SSP) se consolida com um serviço fundamental. São voos de apoio a operações policiais e equipes que fazem patrulhamento nas ruas do estado, ações de defesa social em situações de urgência, transplante de órgãos, resgate de pessoas e apoio a equipes médicas em atendimentos de acidentes de trânsito e situações afins.

Segundo o comandante do GTA, o tenente-coronel Fernando Gois, o GTA atua em diversas situações e tem como foco a defesa da sociedade. “Nós atuamos em todo o estado com muita eficiência, temos dez anos de operação sem nenhum acidente, com muitas vidas salvas e com muito êxito em todas as operações feitas até o momento”, explica o comandante. 

O serviço do GTA é eficiente, e apesar de desafiador e trabalhoso, se desenvolve cada vez mais, formando novos copilotos e até mesmo elevando agentes à categoria de comandante. É o caso de Carlos Rubens, o primeiro policial civil a se tornar comandante do GTA. “É uma sensação inenarrável representar nossa instituição Polícia Civil junto a elite da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. A delegada-geral, em 2013, me confiou essa responsabilidade e, hoje, é um dia de muita felicidade em conquistar e ser comandante da aviação da segurança pública”, comenta Carlos Rubens. 

A conquista do comandante representa também o desenvolvimento do GTA, que vem abraçando diversas frentes da Secretaria da Segurança Pública e garantindo um serviço de eficiência. “Queremos parabenizar todos os integrantes do GTA e agradecer ao Governo do Estado por manter rígido e atuante o nosso GTA, em prol não só da segurança pública, mas do povo sergipano”, explica o comandante da Polícia Militar, Paulo Paiva.

 

Notícia
/ Notícias / Seguranテァa

Com 4 mil horas de voo, GTA completa 10 anos e se consolida como serviço essencial
Atividades suplantam o cotidiano da rotina policial, reforçam atendimento médico aéreo, de Defesa Civil e várias situações de urgência   
Segunda-Feira, 02 de Dezembro de 2019

Após dez anos e mais de 4 mil horas de voo, o Grupamento Tático Aéreo da Secretaria da Segurança Pública (GTA/SSP) se consolida com um serviço fundamental. São voos de apoio a operações policiais e equipes que fazem patrulhamento nas ruas do estado, ações de defesa social em situações de urgência, transplante de órgãos, resgate de pessoas e apoio a equipes médicas em atendimentos de acidentes de trânsito e situações afins.

Segundo o comandante do GTA, o tenente-coronel Fernando Gois, o GTA atua em diversas situações e tem como foco a defesa da sociedade. “Nós atuamos em todo o estado com muita eficiência, temos dez anos de operação sem nenhum acidente, com muitas vidas salvas e com muito êxito em todas as operações feitas até o momento”, explica o comandante. 

O serviço do GTA é eficiente, e apesar de desafiador e trabalhoso, se desenvolve cada vez mais, formando novos copilotos e até mesmo elevando agentes à categoria de comandante. É o caso de Carlos Rubens, o primeiro policial civil a se tornar comandante do GTA. “É uma sensação inenarrável representar nossa instituição Polícia Civil junto a elite da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. A delegada-geral, em 2013, me confiou essa responsabilidade e, hoje, é um dia de muita felicidade em conquistar e ser comandante da aviação da segurança pública”, comenta Carlos Rubens. 

A conquista do comandante representa também o desenvolvimento do GTA, que vem abraçando diversas frentes da Secretaria da Segurança Pública e garantindo um serviço de eficiência. “Queremos parabenizar todos os integrantes do GTA e agradecer ao Governo do Estado por manter rígido e atuante o nosso GTA, em prol não só da segurança pública, mas do povo sergipano”, explica o comandante da Polícia Militar, Paulo Paiva.