Inicio / Notícias / Inclusão Social
Notícia
NAT e Instituto Aprecia abrem inscrições para 80 vagas em cursos para mulheres no Bugio
Inscrições acontecem nesta terça (13), no Espaço Cuidar do Bugio, com 35% das vagas para mulheres negras, trans, com deficiência, egressas e apenadas
Segunda-Feira, 12 de Agosto de 2019

Nesta terça-feira (13), a partir das 8h, o Núcleo de Apoio ao Trabalho da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência Social e do Trabalho (NAT/Seit) realiza inscrições para cursos gratuitos e exclusivos para mulheres, no Espaço Cuidar Bugio. Serão ofertadas, inicialmente, 80 vagas e cadastro reserva para os cursos de Empreendedorismo, Auxiliar Administrativo e Recepcionista. As capacitações acontecem em parceria com o Instituto Aprecia e as aulas já se iniciam na próxima quinta-feira (15), no mesmo local da inscrição. Posteriormente, serão abertas outras 360 vagas para novos cursos, em benefício de outras comunidades da grande Aracaju.

As inscrições serão realizadas em um único dia e são destinadas a mulheres a partir dos 16 anos. Das 80 vagas disponíveis, 35% serão reservadas por sistema de cotas, sendo: 5% das vagas para mulheres trans, 5% para apenadas ou egressas do sistema prisional, 5% para mulheres com deficiência e 20% para mulheres negras.

Segundo a referência técnica de Políticas para Mulheres da Diretoria de Direitos Humanos da Seit, Linei Pereira, as possibilidades de acesso à educação e ao mercado de trabalho sempre são necessárias para o público feminino, considerando que a igualdade de oportunidades ainda não é uma realidade no Brasil. “É um dever nosso, portanto, enquanto governo do Estado, ter um olhar específico para a mulher, principalmente para as mulheres em situação de vulnerabilidade. Por isso esses cursos têm nelas o seu público prioritário”, destacou.

O curso de Empreendedorismo terá 40 vagas divididas em duas turmas (manhã e tarde). Para Auxiliar Administrativo, serão 20 vagas com aulas apenas pela manhã. Já para Recepcionista, a turma contará com 20 vagas e as aulas serão realizadas somente no turno da tarde. Cada curso terá carga horária de 120 horas/aula, com três aulas por semana e duração média de três horas por aula. As turmas têm previsão de cumprimento da carga horária em cerca de 90 dias.

As estudantes participarão de aulas de informática, palestras e visitas acadêmicas às empresas, segundo informa a coordenadora tecnopedagógica do Instituto Aprecia, Sandra Teodoro. “A qualificação será com instrutores capacitados, material didático e emissão de certificado. E nós já estamos tentando garantir empregabilidade para elas, em parceria com empresas, para fazer um treinamento e inseri-las no mercado de trabalho, através do NAT”, afirma.

Além de capacitar as participantes para as vagas existentes no mercado, os cursos servirão ainda para complementar o seu currículo. De acordo com o coordenador do NAT, Gilton Andrade, é um trabalho intersetorial, que inclui projetos de toda a Seit. “Fazemos parte nós, do Trabalho e Renda, por promover a profissionalização; e a diretoria de Direitos Humanos, por promover políticas públicas para as mulheres e disponibilizar a estrutura do espaço Cuidar para que os cursos sejam realizados, em parceria com o Instituto Aprecia”, disse.

A coordenadora do Espaço Cuidar Bugio, Jussara Santos, conta que o bairro sempre teve acesso às capacitações através da unidade da Seit. “Nós temos um público grande aqui na comunidade. Já tivemos cursos com o Sistema S e agora com o Instituto Aprecia, através do NAT. Com certeza, vamos preencher esse número de vagas”, conclui a assistente social.

Notícia
/ Notícias / Inclusão Social

NAT e Instituto Aprecia abrem inscrições para 80 vagas em cursos para mulheres no Bugio
Inscrições acontecem nesta terça (13), no Espaço Cuidar do Bugio, com 35% das vagas para mulheres negras, trans, com deficiência, egressas e apenadas
Segunda-Feira, 12 de Agosto de 2019

Nesta terça-feira (13), a partir das 8h, o Núcleo de Apoio ao Trabalho da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência Social e do Trabalho (NAT/Seit) realiza inscrições para cursos gratuitos e exclusivos para mulheres, no Espaço Cuidar Bugio. Serão ofertadas, inicialmente, 80 vagas e cadastro reserva para os cursos de Empreendedorismo, Auxiliar Administrativo e Recepcionista. As capacitações acontecem em parceria com o Instituto Aprecia e as aulas já se iniciam na próxima quinta-feira (15), no mesmo local da inscrição. Posteriormente, serão abertas outras 360 vagas para novos cursos, em benefício de outras comunidades da grande Aracaju.

As inscrições serão realizadas em um único dia e são destinadas a mulheres a partir dos 16 anos. Das 80 vagas disponíveis, 35% serão reservadas por sistema de cotas, sendo: 5% das vagas para mulheres trans, 5% para apenadas ou egressas do sistema prisional, 5% para mulheres com deficiência e 20% para mulheres negras.

Segundo a referência técnica de Políticas para Mulheres da Diretoria de Direitos Humanos da Seit, Linei Pereira, as possibilidades de acesso à educação e ao mercado de trabalho sempre são necessárias para o público feminino, considerando que a igualdade de oportunidades ainda não é uma realidade no Brasil. “É um dever nosso, portanto, enquanto governo do Estado, ter um olhar específico para a mulher, principalmente para as mulheres em situação de vulnerabilidade. Por isso esses cursos têm nelas o seu público prioritário”, destacou.

O curso de Empreendedorismo terá 40 vagas divididas em duas turmas (manhã e tarde). Para Auxiliar Administrativo, serão 20 vagas com aulas apenas pela manhã. Já para Recepcionista, a turma contará com 20 vagas e as aulas serão realizadas somente no turno da tarde. Cada curso terá carga horária de 120 horas/aula, com três aulas por semana e duração média de três horas por aula. As turmas têm previsão de cumprimento da carga horária em cerca de 90 dias.

As estudantes participarão de aulas de informática, palestras e visitas acadêmicas às empresas, segundo informa a coordenadora tecnopedagógica do Instituto Aprecia, Sandra Teodoro. “A qualificação será com instrutores capacitados, material didático e emissão de certificado. E nós já estamos tentando garantir empregabilidade para elas, em parceria com empresas, para fazer um treinamento e inseri-las no mercado de trabalho, através do NAT”, afirma.

Além de capacitar as participantes para as vagas existentes no mercado, os cursos servirão ainda para complementar o seu currículo. De acordo com o coordenador do NAT, Gilton Andrade, é um trabalho intersetorial, que inclui projetos de toda a Seit. “Fazemos parte nós, do Trabalho e Renda, por promover a profissionalização; e a diretoria de Direitos Humanos, por promover políticas públicas para as mulheres e disponibilizar a estrutura do espaço Cuidar para que os cursos sejam realizados, em parceria com o Instituto Aprecia”, disse.

A coordenadora do Espaço Cuidar Bugio, Jussara Santos, conta que o bairro sempre teve acesso às capacitações através da unidade da Seit. “Nós temos um público grande aqui na comunidade. Já tivemos cursos com o Sistema S e agora com o Instituto Aprecia, através do NAT. Com certeza, vamos preencher esse número de vagas”, conclui a assistente social.