Inicio / Notícias / Governo
Notícia
Belivaldo reúne-se com empresa de energia em busca de infraestrutura para transporte de gás
Ida do governador à sede da Engie Brasil teve como objetivo colocar Sergipe no mapa de investimentos da empresa franco-belga
Terça-Feira, 13 de Agosto de 2019

O governador Belivaldo Chagas reuniu-se hoje (13), no Rio de Janeiro, com o executivo Mauricio Bähr, diretor-presidente no Brasil da empresa franco-belga Engie, além de diretores. Na pauta, investimentos em infraestrutura para transporte de gás em Sergipe.

A Engie tem forte participação mundial no mercado de energia limpa como éolica, hidrelétrica, fotovoltaica e gás. A corporação comprou recentemente a Transportadora Associada de Gás (TAG) da Petrobras, por R$ 33,5 bilhões. A TAG administra os gasodutos da Petrobras.

A Engie está em fase de análise de novos investimentos no Brasil, inclusive sob a forma de PPP’s, e a ida do governador Belivaldo Chagas à sede da Engie Brasil é justamente para colocar Sergipe no mapa de investimentos da empresa, principalmente, no quesito infraestrutura para o transporte do gás.

“A termoelétrica vai trazer uma quantidade enorme de gás, que deverá ser utilizado também em outros empreendimentos abrindo um leque de oportunidades, além da exploração de gás em águas profundas, que vai acrescentar outra quantidade. Precisaremos de infraestrutura não apenas de exploração, mas de transporte e esse é o momento de irmos em busca desses investimentos. A conversa foi excelente e, em breve, receberemos diretores da TAG em Sergipe. É preciso correr atrás e abraçar as oportunidades que o gás está nos proporcionando para desenvolver o nosso estado”, disse o governador.

A Engie administra milhares de quilômetros de gasodutos na Europa e no ano de 2018 faturou mais de 60 bilhões de euros. Ela possui 160 mil funcionários espalhados em diversos continentes. No Brasil, em 2018, a Engie, que tem 2.300 funcionários, faturou R$ 9 bilhões. Acompanharam o governador Belivaldo Chagas, o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, José Augusto, o superintendente de Parcerias Pública Privada, Oliveira Júnior, e o presidente da Sergas, Valmor Barbosa.

 

Notícia
/ Notícias / Governo

Belivaldo reúne-se com empresa de energia em busca de infraestrutura para transporte de gás
Ida do governador à sede da Engie Brasil teve como objetivo colocar Sergipe no mapa de investimentos da empresa franco-belga
Terça-Feira, 13 de Agosto de 2019

O governador Belivaldo Chagas reuniu-se hoje (13), no Rio de Janeiro, com o executivo Mauricio Bähr, diretor-presidente no Brasil da empresa franco-belga Engie, além de diretores. Na pauta, investimentos em infraestrutura para transporte de gás em Sergipe.

A Engie tem forte participação mundial no mercado de energia limpa como éolica, hidrelétrica, fotovoltaica e gás. A corporação comprou recentemente a Transportadora Associada de Gás (TAG) da Petrobras, por R$ 33,5 bilhões. A TAG administra os gasodutos da Petrobras.

A Engie está em fase de análise de novos investimentos no Brasil, inclusive sob a forma de PPP’s, e a ida do governador Belivaldo Chagas à sede da Engie Brasil é justamente para colocar Sergipe no mapa de investimentos da empresa, principalmente, no quesito infraestrutura para o transporte do gás.

“A termoelétrica vai trazer uma quantidade enorme de gás, que deverá ser utilizado também em outros empreendimentos abrindo um leque de oportunidades, além da exploração de gás em águas profundas, que vai acrescentar outra quantidade. Precisaremos de infraestrutura não apenas de exploração, mas de transporte e esse é o momento de irmos em busca desses investimentos. A conversa foi excelente e, em breve, receberemos diretores da TAG em Sergipe. É preciso correr atrás e abraçar as oportunidades que o gás está nos proporcionando para desenvolver o nosso estado”, disse o governador.

A Engie administra milhares de quilômetros de gasodutos na Europa e no ano de 2018 faturou mais de 60 bilhões de euros. Ela possui 160 mil funcionários espalhados em diversos continentes. No Brasil, em 2018, a Engie, que tem 2.300 funcionários, faturou R$ 9 bilhões. Acompanharam o governador Belivaldo Chagas, o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, José Augusto, o superintendente de Parcerias Pública Privada, Oliveira Júnior, e o presidente da Sergas, Valmor Barbosa.