Inicio / Notícias / Governo
Notícia
“Não é punir por punir, a questão acaba sendo pedagógica”, ressalta Belivaldo sobre cumprimento dos protocolos sanitários
Em entrevista, por telefone, ao radialista Narciso Machado, da Rádio FAN FM, Belivaldo Chagas reforçou a colaboração da população e dos empresários no cumprimento dos protocolos e medidas sanitárias para a reabertura de forma segura e gradual
Sexta-Feira, 31 de Julho de 2020

Com a abertura gradual das atividades comerciais em Sergipe, nesta sexta-feira(31), setores do comércio autorizados a reabrir devem seguir, obrigatoriamente, os protocolos sanitários que propõem combater a disseminação do novo coronavírus. Em entrevista, por telefone, ao radialista Narciso Machado, da Rádio FAN FM, o governador Belivaldo Chagas reforçou a colaboração da população e dos empresários no cumprimento dos protocolos e medidas sanitárias para a reabertura de forma segura e gradual.

“Não é punir por punir, a questão acaba sendo pedagógica. As pessoas têm que saber que se não cumprirem as normas dentro desse “novo normal” terão que ser punidas e me refiro, principalmente, aos estabelecimentos que não cumprirem os protocolos sanitários. O ideal é que todos tenham a consciência necessária para oferecer os requisitos mínimos necessários para receber a população. É uma questão de consciência”, reforçou Belivaldo. 

A retomada econômica está condicionado à publicação dos protocolos sanitários individualizados por setor econômico pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). Confeccionados com rigor técnico e científico, os protocolos foram publicados através de portaria, sendo específicos para cada setor e preveem fiscalização e ações de monitoramento contínuo, coordenados pelo poder público e os setores produtivos.

Além de abordar os novos critérios do Plano de Retomada da Economia e analisar os números da pandemia, o governador falou também sobre o planejamento para abertura de novos leitos. “Temos um planejamento de 236 leitos de UTI SUS, a serem abertos. Respiradores e insumos não são mais os problemas. O governo federal tem voltado a fornecer os insumos, os fornecedores já estão conseguindo restabelecer o nosso estoque. O grande problema passou a ser a área de recursos humanos, que está cada vez mais difícil encontrar os profissionais para trabalhar na linha de frente. Fizemos um chamamento público esta semana e a SES está convocando mais profissionais. Para abrir um leito de UTI é necessário um quantitativo mínimo de profissionais capacitados”, explicou o governador.

Notícia
/ Notícias / Governo

“Não é punir por punir, a questão acaba sendo pedagógica”, ressalta Belivaldo sobre cumprimento dos protocolos sanitários
Em entrevista, por telefone, ao radialista Narciso Machado, da Rádio FAN FM, Belivaldo Chagas reforçou a colaboração da população e dos empresários no cumprimento dos protocolos e medidas sanitárias para a reabertura de forma segura e gradual
Sexta-Feira, 31 de Julho de 2020

Com a abertura gradual das atividades comerciais em Sergipe, nesta sexta-feira(31), setores do comércio autorizados a reabrir devem seguir, obrigatoriamente, os protocolos sanitários que propõem combater a disseminação do novo coronavírus. Em entrevista, por telefone, ao radialista Narciso Machado, da Rádio FAN FM, o governador Belivaldo Chagas reforçou a colaboração da população e dos empresários no cumprimento dos protocolos e medidas sanitárias para a reabertura de forma segura e gradual.

“Não é punir por punir, a questão acaba sendo pedagógica. As pessoas têm que saber que se não cumprirem as normas dentro desse “novo normal” terão que ser punidas e me refiro, principalmente, aos estabelecimentos que não cumprirem os protocolos sanitários. O ideal é que todos tenham a consciência necessária para oferecer os requisitos mínimos necessários para receber a população. É uma questão de consciência”, reforçou Belivaldo. 

A retomada econômica está condicionado à publicação dos protocolos sanitários individualizados por setor econômico pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). Confeccionados com rigor técnico e científico, os protocolos foram publicados através de portaria, sendo específicos para cada setor e preveem fiscalização e ações de monitoramento contínuo, coordenados pelo poder público e os setores produtivos.

Além de abordar os novos critérios do Plano de Retomada da Economia e analisar os números da pandemia, o governador falou também sobre o planejamento para abertura de novos leitos. “Temos um planejamento de 236 leitos de UTI SUS, a serem abertos. Respiradores e insumos não são mais os problemas. O governo federal tem voltado a fornecer os insumos, os fornecedores já estão conseguindo restabelecer o nosso estoque. O grande problema passou a ser a área de recursos humanos, que está cada vez mais difícil encontrar os profissionais para trabalhar na linha de frente. Fizemos um chamamento público esta semana e a SES está convocando mais profissionais. Para abrir um leito de UTI é necessário um quantitativo mínimo de profissionais capacitados”, explicou o governador.