Inicio / Notícias / Educação, Cultura e Esportes
Notícia
Governo faz visitas de acompanhamento de implementação do Programa Sergipe na Idade Certa
Foram visitadas as escolas estaduais Professora Júlia Teles, Professora Maria Hermínia Caldas, Professora Cecinha Melo Costa e João Arlindo de Jesus, todas em Nossa Senhora do Socorro
Segunda-Feira, 02 de Dezembro de 2019

A equipe de coordenação pedagógica do Programa Sergipe na Idade Certa, da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), realizou na última sexta-feira (29), uma visita a quatro escolas da rede estadual de ensino em que o programa já foi implantado. Foram visitadas as escolas estaduais Professora Júlia Teles, Professora Maria Hermínia Caldas, Professora Cecinha Melo Costa e João Arlindo de Jesus, todas em Nossa Senhora do Socorro.

De acordo com a diretora do Departamento de Educação (DED/Seduc), Ana Lúcia Lima Rocha, atualmente 13 unidades escolares estão com o programa implementado. A ação é genuinamente da rede estadual e desenvolvida em parceria com o Unicef, que está dando suporte para as formações com três parceiros: a Comunidade Avisa Lá (para professores dos anos iniciais), a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (professores dos anos finais) e a Comunidade Educativa Cedac (para os gestores).

“Nesse momento, a coordenação pedagógica está fazendo o acompanhamento in loco do desenvolvimento do programa. Estamos percebendo que as áreas e os componentes curriculares estão dialogando. A oportunidade que está sendo dada a essas crianças e adolescentes é para que eles tenham um olhar diferenciado pela escola, que sejam encarados como alunos a que temos que dar mais oportunidades. Vemos que eles estão abraçando esse programa e gostando muito, porque é uma nova abordagem e metodologia de ensino”, afirmou.

A coordenadora do Programa Sergipe na Idade Certa, Roseane Santana Santos, participou das visitas. Segundo ela, o objetivo é acompanhar, orientar e dar apoio às escolas que já implementaram o programa de correção de fluxo. “É importante para que possamos fazer uma autoavaliação, ver onde podemos melhorar e avançar. Um segundo ponto é que as escolas se sentem acolhidas e apoiadas pela Seduc. Estamos conversando com os gestores, alunos e professores e temos visto bons resultados”, disse.

Notícia
/ Notícias / Educação, Cultura e Esportes

Governo faz visitas de acompanhamento de implementação do Programa Sergipe na Idade Certa
Foram visitadas as escolas estaduais Professora Júlia Teles, Professora Maria Hermínia Caldas, Professora Cecinha Melo Costa e João Arlindo de Jesus, todas em Nossa Senhora do Socorro
Segunda-Feira, 02 de Dezembro de 2019

A equipe de coordenação pedagógica do Programa Sergipe na Idade Certa, da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), realizou na última sexta-feira (29), uma visita a quatro escolas da rede estadual de ensino em que o programa já foi implantado. Foram visitadas as escolas estaduais Professora Júlia Teles, Professora Maria Hermínia Caldas, Professora Cecinha Melo Costa e João Arlindo de Jesus, todas em Nossa Senhora do Socorro.

De acordo com a diretora do Departamento de Educação (DED/Seduc), Ana Lúcia Lima Rocha, atualmente 13 unidades escolares estão com o programa implementado. A ação é genuinamente da rede estadual e desenvolvida em parceria com o Unicef, que está dando suporte para as formações com três parceiros: a Comunidade Avisa Lá (para professores dos anos iniciais), a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (professores dos anos finais) e a Comunidade Educativa Cedac (para os gestores).

“Nesse momento, a coordenação pedagógica está fazendo o acompanhamento in loco do desenvolvimento do programa. Estamos percebendo que as áreas e os componentes curriculares estão dialogando. A oportunidade que está sendo dada a essas crianças e adolescentes é para que eles tenham um olhar diferenciado pela escola, que sejam encarados como alunos a que temos que dar mais oportunidades. Vemos que eles estão abraçando esse programa e gostando muito, porque é uma nova abordagem e metodologia de ensino”, afirmou.

A coordenadora do Programa Sergipe na Idade Certa, Roseane Santana Santos, participou das visitas. Segundo ela, o objetivo é acompanhar, orientar e dar apoio às escolas que já implementaram o programa de correção de fluxo. “É importante para que possamos fazer uma autoavaliação, ver onde podemos melhorar e avançar. Um segundo ponto é que as escolas se sentem acolhidas e apoiadas pela Seduc. Estamos conversando com os gestores, alunos e professores e temos visto bons resultados”, disse.