Inicio / Notícias / Educação, Cultura e Esportes
Notícia
Força tarefa das escolas estaduais incentiva inscrições de alunos no Enem
As inscrições para o exame seguem abertas até esta sexta-feira, 22 de maio
Quinta-Feira, 21 de Maio de 2020

Diante do impasse entre o Ministério da Educação (MEC) e o forte clamor popular e de figuras públicas em prol do adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), professores, gestores, técnicos, responsáveis e estudantes correm contra o tempo para garantir a inscrição que encerra nesta sexta-feira (22). Muitas são as dúvidas sobre por que finalizar a inscrição mesmo com aulas inconclusas no ano letivo de 2020 em virtude da pandemia de Covid-19.

Após o adiamento ser aprovado pelo Senado Federal, o MEC divulgou nota atendendo às manifestações da sociedade e informando que as datas de aplicação do exame serão adiadas de 30 a 60 dias em relação ao que foi previsto nos editais. “Para tanto, o Inep promoverá uma enquete direcionada aos inscritos do Enem 2020, a ser realizada em junho, por meio da Página do Participante. As inscrições para o exame seguem abertas até as 23h59 desta sexta-feira, 22 de maio”, esclarece a nota.

Sem a inscrição, o estudante pode perder a oportunidade de disputar uma das vagas nas universidades públicas do Brasil e internacionais no ano de 2021. Desse modo, a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) coordenou o trabalho de incentivo a fim de inscrever o maior número de estudantes do Ensino Médio da Rede Pública de Sergipe.

De acordo com o secretário da Seduc, Josué Modesto dos Passos Subrinho, o empenho dos educadores da Seduc está concentrado em efetivar as inscrições dos estudantes. "É preciso, neste momento, reunir todos os esforços para que os estudantes das nossas escolas estejam inscritos no Enem. Estamos disponibilizando plantão online no âmbito da Seduc para ajudar nesse processo", disse.

Almir Pinto, diretor do Centro de Excelência Doutor Edélzio Vieira de Melo, unidade escolar localizada no Vale do Cotinguiba, no município de Santa Rosa de Lima, contou que a comunicação com os os estudantes do Ensino Médio foi realizada totalmente via telefone, o que aumentou o desafio em inscrever todos os estudantes. No entanto, o gestor, juntamente com a equipe técnica do Centro, alcançou 100% de inscritos por meio de uma força tarefa.

“É um desafio, porque em um momento como este, em que estamos sem o contato direto com os alunos, muitos não têm telefone, mas não estamos medindo esforços. As três coordenadoras, tanto do Ensino Integral quanto do Regular, estão falando com os pais e os alunos que estavam desmotivados. Nós conversamos, explicamos e fizemos com que eles mudassem de ideia”, explicou a gestora do Centro de Excelência Professor Gonçalo Rollemberg Leite, localizado no bairro Grageru, em Aracaju, Liliane Teixeira. Segundo ela, até o momento, a unidade obteve 90% dos concluintes inscritos no Enem.

Já no município de Ribeirópolis, no Colégio Estadual Abdias Bezerra, os educadores já estavam mobilizados para realizar as inscrições dos alunos. Para tal, a unidade realizou plantão de dúvidas e criou um grupo no whatsapp para receber os dados e concluir as inscrições. De acordo com o coordenador pedagógico, Gladston Santos, 43 dos 45 alunos matriculados no Ensino Médio estão inscritos. “Mobilizamos os professores a gravarem um pequeno vídeo incentivando os alunos a se inscreverem e destacando o apoio da escola. Postamos nas redes sociais da escola e isso ajudou muito”, enfatizou.

No Colégio Estadual Barão de Mauá, localizado em Aracaju, respeitando as exigências dos órgãos de saúde, os estudantes foram até a unidade a fim de preencher a própria inscrição já que muitos não têm acesso à internet em casa.  Segundo a diretora da unidade, Maria Gisleide, a mobilização teve o apoio da comunidade escolar.

Notícia
/ Notícias / Educação, Cultura e Esportes

Força tarefa das escolas estaduais incentiva inscrições de alunos no Enem
As inscrições para o exame seguem abertas até esta sexta-feira, 22 de maio
Quinta-Feira, 21 de Maio de 2020

Diante do impasse entre o Ministério da Educação (MEC) e o forte clamor popular e de figuras públicas em prol do adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), professores, gestores, técnicos, responsáveis e estudantes correm contra o tempo para garantir a inscrição que encerra nesta sexta-feira (22). Muitas são as dúvidas sobre por que finalizar a inscrição mesmo com aulas inconclusas no ano letivo de 2020 em virtude da pandemia de Covid-19.

Após o adiamento ser aprovado pelo Senado Federal, o MEC divulgou nota atendendo às manifestações da sociedade e informando que as datas de aplicação do exame serão adiadas de 30 a 60 dias em relação ao que foi previsto nos editais. “Para tanto, o Inep promoverá uma enquete direcionada aos inscritos do Enem 2020, a ser realizada em junho, por meio da Página do Participante. As inscrições para o exame seguem abertas até as 23h59 desta sexta-feira, 22 de maio”, esclarece a nota.

Sem a inscrição, o estudante pode perder a oportunidade de disputar uma das vagas nas universidades públicas do Brasil e internacionais no ano de 2021. Desse modo, a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) coordenou o trabalho de incentivo a fim de inscrever o maior número de estudantes do Ensino Médio da Rede Pública de Sergipe.

De acordo com o secretário da Seduc, Josué Modesto dos Passos Subrinho, o empenho dos educadores da Seduc está concentrado em efetivar as inscrições dos estudantes. "É preciso, neste momento, reunir todos os esforços para que os estudantes das nossas escolas estejam inscritos no Enem. Estamos disponibilizando plantão online no âmbito da Seduc para ajudar nesse processo", disse.

Almir Pinto, diretor do Centro de Excelência Doutor Edélzio Vieira de Melo, unidade escolar localizada no Vale do Cotinguiba, no município de Santa Rosa de Lima, contou que a comunicação com os os estudantes do Ensino Médio foi realizada totalmente via telefone, o que aumentou o desafio em inscrever todos os estudantes. No entanto, o gestor, juntamente com a equipe técnica do Centro, alcançou 100% de inscritos por meio de uma força tarefa.

“É um desafio, porque em um momento como este, em que estamos sem o contato direto com os alunos, muitos não têm telefone, mas não estamos medindo esforços. As três coordenadoras, tanto do Ensino Integral quanto do Regular, estão falando com os pais e os alunos que estavam desmotivados. Nós conversamos, explicamos e fizemos com que eles mudassem de ideia”, explicou a gestora do Centro de Excelência Professor Gonçalo Rollemberg Leite, localizado no bairro Grageru, em Aracaju, Liliane Teixeira. Segundo ela, até o momento, a unidade obteve 90% dos concluintes inscritos no Enem.

Já no município de Ribeirópolis, no Colégio Estadual Abdias Bezerra, os educadores já estavam mobilizados para realizar as inscrições dos alunos. Para tal, a unidade realizou plantão de dúvidas e criou um grupo no whatsapp para receber os dados e concluir as inscrições. De acordo com o coordenador pedagógico, Gladston Santos, 43 dos 45 alunos matriculados no Ensino Médio estão inscritos. “Mobilizamos os professores a gravarem um pequeno vídeo incentivando os alunos a se inscreverem e destacando o apoio da escola. Postamos nas redes sociais da escola e isso ajudou muito”, enfatizou.

No Colégio Estadual Barão de Mauá, localizado em Aracaju, respeitando as exigências dos órgãos de saúde, os estudantes foram até a unidade a fim de preencher a própria inscrição já que muitos não têm acesso à internet em casa.  Segundo a diretora da unidade, Maria Gisleide, a mobilização teve o apoio da comunidade escolar.