Inicio / Notícias / Educação, Cultura e Esportes
Notícia
Ensino Integral: Professores e coordenadores participam de Formação de Aprofundamento em Projeto de Vida
Formação tem como principal foco consolidar o modelo da disciplina Projeto de Vida no estado de Sergipe
Quinta-Feira, 02 de Maio de 2019

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), por meio do Núcleo Gestor de Educação em Tempo Integral (Ngeti), em parceria com o Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), iniciou na manhã desta quinta-feira (2), a formação de aprofundamento em Projeto de Vida (PV). A capacitação, que se estenderá até a sexta-feira (3), está sendo realizada no Atalaia Apart Hotel, em Aracaju, com a presença de cerca de 200 participantes, entre professores e coordenadores pedagógicos de unidades de ensino que ofertam o ensino médio em tempo integral.

A formação tem como principal foco consolidar o modelo da disciplina Projeto de Vida no estado de Sergipe. Além disso, será trabalhada a disciplina Pós-Médio, que é voltada para o Projeto de Vida já contando com a conclusão do ensino médio e a saída do estudante da escola.

De acordo com a coordenadora pedagógica do Ngeti, Sarah Karenine, o PV, que começou a ser implantado na rede estadual de ensino de Sergipe há três anos, já está apresentando resultados satisfatórios.

“O Projeto de Vida faz um trabalho sutil, que muitas vezes não vemos através de números imediatos. Estamos no processo de implementação gradual e, ao final de três anos, é que a gente começa a ver resultados. Mas o Projeto de Vida já vem mudando histórias e fazendo resgates. É uma disciplina que modifica a rotina escolar, que faz entregas muito importantes a todas as outras disciplinas, devolvendo um aluno mais apaixonado, um aluno que frequenta a escola, que tem sonhos e que vai mudando a sua conduta em todas as áreas”, afirmou.

Formação

A formação está sendo ministrada pelo Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE). De acordo com Juany Nunes, consultora pedagógica do ICE, o Projeto de Vida é uma metodologia de êxito e a formação é um aprofundamento que visa mobilizar, dentro da escola, para que todos se corresponsabilizem pelo jovem na atuação do seu Projeto de Vida.

“O Projeto de Vida é o que traz sentido e significado para o jovem. O que torna a escola integral atrativa é fazer com que o aluno se reconheça dentro das práticas e que perceba que o PV não é algo estático, e sim, algo construído. É um processo em que o estudante vai se perceber em todas as relações produzidas dentro da escola. O Projeto de Vida vai oportunizar experiências e possibilidades de aprendizagem para que o jovem se perceba parte desse todo”, declarou.

A professora de Espanhol, Laisa Araújo de Almeida, está começando a trabalhar Projeto de Vida, no Colégio Estadual Leandro Maciel, em Aracaju. Ela ressaltou a importância dessa disciplina para os alunos. “A gente começa a orientar e mostrar aos estudantes que eles podem acreditar em seus sonhos, que nós conseguimos alcançar o êxito em tudo o que planejamos. Quando o aluno passa a acreditar que é capaz de alcançar os seus objetivos, a escola passa a ter um sentido e todos caminhamos em prol do sonho deles”, disse.

Já o seu colega, o professor de Geografia Rodrigo Santos de Lima, destacou que a formação serve como um alinhamento para todos os participantes. “Como é algo novo para mim, pois é a primeira vez que sou professor do Projeto de Vida, essa formação servirá para tirar todas as dúvidas e aprimorar o meu trabalho em sala de aula”, afirmou.

Além das unidades de ensino que ofertam o ensino médio em tempo integral, as escolas que ofertam o ensino médio regular também passarão a ofertar a disciplina Projeto de Vida. Por essa razão, técnicos do Serviço de Ensino Médio da Seduc também estão participando da formação. A técnica pedagógica Jackeline Costa Oliveira, explica que, com a reforma do novo ensino médio, todas as escolas da rede convencional terão que reformular o seu currículo, e na parte diversificada, passarão a ofertar as disciplinas Projeto de Vida e o Protagonismo.

“A gente precisa trazer essa consciência aos professores para que desenvolvam, com os jovens, habilidades e competências. Eles precisam desenvolver os alunos o Projeto de Vida não apenas como profissão, mas como habilidades cognitivas e não-cognitivas. É preciso despertar nos professores a necessidade de se trabalhar as habilidades sócio-emocionais dos alunos, para que desde cedo tenham esse despertar para construir a melhor versão de si”, disse.

 

 

Notícia
/ Notícias / Educação, Cultura e Esportes

Ensino Integral: Professores e coordenadores participam de Formação de Aprofundamento em Projeto de Vida
Formação tem como principal foco consolidar o modelo da disciplina Projeto de Vida no estado de Sergipe
Quinta-Feira, 02 de Maio de 2019

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), por meio do Núcleo Gestor de Educação em Tempo Integral (Ngeti), em parceria com o Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), iniciou na manhã desta quinta-feira (2), a formação de aprofundamento em Projeto de Vida (PV). A capacitação, que se estenderá até a sexta-feira (3), está sendo realizada no Atalaia Apart Hotel, em Aracaju, com a presença de cerca de 200 participantes, entre professores e coordenadores pedagógicos de unidades de ensino que ofertam o ensino médio em tempo integral.

A formação tem como principal foco consolidar o modelo da disciplina Projeto de Vida no estado de Sergipe. Além disso, será trabalhada a disciplina Pós-Médio, que é voltada para o Projeto de Vida já contando com a conclusão do ensino médio e a saída do estudante da escola.

De acordo com a coordenadora pedagógica do Ngeti, Sarah Karenine, o PV, que começou a ser implantado na rede estadual de ensino de Sergipe há três anos, já está apresentando resultados satisfatórios.

“O Projeto de Vida faz um trabalho sutil, que muitas vezes não vemos através de números imediatos. Estamos no processo de implementação gradual e, ao final de três anos, é que a gente começa a ver resultados. Mas o Projeto de Vida já vem mudando histórias e fazendo resgates. É uma disciplina que modifica a rotina escolar, que faz entregas muito importantes a todas as outras disciplinas, devolvendo um aluno mais apaixonado, um aluno que frequenta a escola, que tem sonhos e que vai mudando a sua conduta em todas as áreas”, afirmou.

Formação

A formação está sendo ministrada pelo Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE). De acordo com Juany Nunes, consultora pedagógica do ICE, o Projeto de Vida é uma metodologia de êxito e a formação é um aprofundamento que visa mobilizar, dentro da escola, para que todos se corresponsabilizem pelo jovem na atuação do seu Projeto de Vida.

“O Projeto de Vida é o que traz sentido e significado para o jovem. O que torna a escola integral atrativa é fazer com que o aluno se reconheça dentro das práticas e que perceba que o PV não é algo estático, e sim, algo construído. É um processo em que o estudante vai se perceber em todas as relações produzidas dentro da escola. O Projeto de Vida vai oportunizar experiências e possibilidades de aprendizagem para que o jovem se perceba parte desse todo”, declarou.

A professora de Espanhol, Laisa Araújo de Almeida, está começando a trabalhar Projeto de Vida, no Colégio Estadual Leandro Maciel, em Aracaju. Ela ressaltou a importância dessa disciplina para os alunos. “A gente começa a orientar e mostrar aos estudantes que eles podem acreditar em seus sonhos, que nós conseguimos alcançar o êxito em tudo o que planejamos. Quando o aluno passa a acreditar que é capaz de alcançar os seus objetivos, a escola passa a ter um sentido e todos caminhamos em prol do sonho deles”, disse.

Já o seu colega, o professor de Geografia Rodrigo Santos de Lima, destacou que a formação serve como um alinhamento para todos os participantes. “Como é algo novo para mim, pois é a primeira vez que sou professor do Projeto de Vida, essa formação servirá para tirar todas as dúvidas e aprimorar o meu trabalho em sala de aula”, afirmou.

Além das unidades de ensino que ofertam o ensino médio em tempo integral, as escolas que ofertam o ensino médio regular também passarão a ofertar a disciplina Projeto de Vida. Por essa razão, técnicos do Serviço de Ensino Médio da Seduc também estão participando da formação. A técnica pedagógica Jackeline Costa Oliveira, explica que, com a reforma do novo ensino médio, todas as escolas da rede convencional terão que reformular o seu currículo, e na parte diversificada, passarão a ofertar as disciplinas Projeto de Vida e o Protagonismo.

“A gente precisa trazer essa consciência aos professores para que desenvolvam, com os jovens, habilidades e competências. Eles precisam desenvolver os alunos o Projeto de Vida não apenas como profissão, mas como habilidades cognitivas e não-cognitivas. É preciso despertar nos professores a necessidade de se trabalhar as habilidades sócio-emocionais dos alunos, para que desde cedo tenham esse despertar para construir a melhor versão de si”, disse.